siga-nos | seja fã
PUB
 

Deputado Cristovão Norte critica “aumento de impostos nos recibos verdes e alojamento local”

Deputado Cristovão Norte critica “aumento de impostos nos recibos verdes e alojamento local”
Imprimir Partilhar por email
14-11-2017 - 10:24
Segundo Cristóvão Norte, “o Governo decreta o fim do regime simplificado, das deduções automáticas".
 
O deputado algarvio Cristóvão Norte, diz ter confrontado o Primeiro - Ministro e o Ministro das Finanças, no debate na generalidade do Orçamento de Estado, com o facto das alterações no regime simplificado conduzirem a um aumento de impostos para todos os titulares de rendimentos da categoria B. Entre recibos verdes, alojamento local e pequenos comerciantes.
 
Segundo Cristóvão Norte, “o Governo decreta o fim do regime simplificado, das deduções automáticas, complica a vida das pessoas, as quais, sem saberem, vão sofrer um forte aumento de impostos.(…)Alguém que tenha um rendimento de 2500 euros mês e não tiver despesas para apresentar – o que se verifica em muitos casos – vai sofrer um aumento de IRS de 22 por cento.” Por outro lado, no que versa o alojamento local, o deputado afirmou que “ para 2017 o Governo agravou a carga fiscal para o alojamento local, prometeu não o voltar a fazer e e vai tirar o tapete a quem investiu e está a dar um contributo importante para a economia do país, seja na reabilitação urbana, seja no combate a camas paralelas. Em 2018, o aumento de impostos é arrasador”.
 
No que respeita ao Algarve, em particular, o parlamentar entende que estas medidas são más notícias para a região, já que o Algarve compreende metade dos registos de alojamento local – superiores a 28 mil -, e este instrumento tem sido importante para dinamizar a oferta turística e combater a economia paralela, além de que criou muito auto emprego. 
 
Para Cristovão Norte, o resultado indesejável pode ser voltar às camas paralelas e aumento de preços que vão tornar a região menos competitiva, para além da concentração da oferta, prejudicando o elemento mais notável do alojamento local que é permitir a pequenos proprietários rentabilizarem os seus imóveis.
 
Também no que versa os recibos verdes o deputado adianta que a situação da região é delicada, já que há maior incidência de trabalhadores independentes na região, seja de falsos recibos verdes em razão da sazonalidade e de haver resistência à celebração de contratos de trabalho, quer também por predominarem no tecido laboral os prestadores de serviços.
 
Na especialidade, perante o Ministro da Economia, o deputado algarvio considera que estas medidas “têm inscrita uma lógica desincentivadora da iniciativa, estorva a autonomia e mina os pequenos empreendedores, comerciantes e empresários”, anunciando que o seu grupo parlamentar apresentará propostas para manter o regime simplificado.
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Bloco de Faro convida Louçã a debater revolução russa



-

Algarve vê novo hospital por um "canudo"



-

Vereadores socialistas propõem Orçamento Participativo em Faro



-

Pedro Filipe Soares do BE debate Orçamento do Estado em Loulé



-

Deputado transmite a Ministro que Algarve não tem cirurgia cardiotorácica



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Algarve vê novo hospital por um "canudo"

Algarve vê novo hospital por um "canudo"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Brás de Alportel adere à Semana Europeia do Teste VIH-Hepatites

São Brás de Alportel adere à Semana Europeia do Teste VIH-Hepatites

ver mais
 
“Dias da Inovação e Partilha Pedagógica” na UAlg

“Dias da Inovação e Partilha Pedagógica” na UAlg

ver mais
 
CCDR Algarve promove dois eventos para "descobrir" o seu talento

CCDR Algarve promove dois eventos para "descobrir" o seu talento

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio