siga-nos | seja fã
PUB
 

É uma amiga “de verdade”? Faça o teste!

É uma amiga “de verdade”? Faça o teste!
Imprimir Partilhar por email
20-05-2016 - 14:17
Todos sabem que a amizade não é tão linear como se possa pensar e, quando de mundo feminino se trata, então as coisas podem complicar-se!
 
Se todas as mulheres têm ‘a melhor amiga’, também sentem necessidade de ver essa amizade comprovada nos momentos mais difíceis de vida, o que nem sempre acontece, pois por mais que se tente, é delicada a tarefa de pedir a alguém que seja isento, que respeite o outro até nos momentos mais difíceis, sem esquecer que, o altruísmo também não é “para toda a gente”!
 
A par destas dificuldades, surge também o egoísmo que, na maior parte dos casos, dita o fim de muitas amizades, já que se torna complexa a tarefa de “desejar tão bem à amiga como a nós próprios!”
 
Vejamos por exemplo, as mudanças de vida que, nem sempre são acompanhadas pelas amigas. No topo dos “problemas” está o casamento, pois naturalmente vai implicar alterações profundas na amizade, pelo que pode haver desde logo, uma tentativa de vincar a presença mesmo com a mudança de vida. É natural que a amiga queira zelar pela continuidade da relação, mas deverá dar tempo a que a outra se encaixe no novo modelo de vida, sob pena da relação não sobreviver à pressão.
 
Um desafio profissional também pode dar o mote para “estremecer” uma relação, tal como uma mudança de país.
 
Por muito que as restantes etapas consigam sobreviver à mudança, o casamento da amiga é sempre um momento doloroso, mas que deveria ser feliz!
 
Segundo alguns trabalhos de investigação, é no casamento quando a fragilidade vem à tona, que a noiva precisa de saber se tem mesmo “aquela amiga de sempre” ou simplesmente alguém que a quer levar a concretizar o que ela mesma alcançou, ou simplesmente oferecer-lhe as suas frustrações.
 
Na verdade, é no momento do casamento que uma amiga pode ter um papel crucial para manter ou destruir a amizade. Primeiro porque, se já é casada, vai ter a “tentação” de querer “dar a receita” e, de certa forma, exigir que a amiga a imite. Depois, pode sentir que a amiga tem mais probabilidades de ser feliz e, os ciúmes destruírem a relação que as unia.
 
A necessidade de dar conselhos à noiva é também “uma terrível tentação” da amiga cuja euforia pode inibir os sentimentos genuínos com que pautou a amizade e prejudicar a liberdade da mulher que se vai casar e que precisa de fazer os seus próprios planos.
 
É nestes momentos que se deve ter presente o valor da amizade e colocar limites, pois a amiga não é quem ensina tudo, muito menos quem sabe o que é melhor para a outra, e ainda menos, quem tem o poder de decisão na vida da amiga.
 
Para que a amizade se mantenha, é preciso saber colocar-se no seu lugar, respeitar e saber quando é necessária a sua intervenção.
 
Pelo sim, pelo não, nada como seguir os três conselhos de uma especialista no assunto, e reter aquilo que não se deve fazer quando uma amiga vai casar.
 
Se a sua melhor amiga vai “dar o nó” e é daquelas pessoas que adora estas festas e, principalmente, ajudar a prepará-las, é normal que esteja ‘em pulgas’. Mas, cuidado, ‘trave’ esses impulsos antes de fazer asneira!
 
Uma especialista citada pela revista Brides revela as três coisas que nunca deve fazer quando a sua melhor amiga vai casar:
 
Dizer: “Quando eu casei, fiz isto ou aquilo”. A especialista Amy Marella destaca que se é casada até pode “partilhar algumas dicas ou recomendar algumas coisas se a noiva lhe pedir” mas deve “deixá-la planear o casamento que ela quer, não um que é apenas uma cópia do seu”.
 
Questionar as decisões da noiva. “Não seja negativa em relação às decisões que ela já tomou. Ela quer apoio e um ambiente positivo durante o processo de planeamento, não alguém que questiona o que ela já fez”, destaca Marella.
 
Ofereça as suas sugestões construtivas apenas se ela pedir e sempre com o intuito de lhe dar segurança ou de lhe facilitar o dia, não por um capricho seu.
 
Tentar casar-se antes dela. Se foi pedida em casamento depois da sua amiga, tente escolher uma data para casar que seja depois do casamento dela e não antes. Marella destaca que a sua amiga pode ver a atitude de querer casar antes dela como uma tentativa de atrair as atenções todas para si. 
 
Claro que nem sempre esta questão depende apenas de si mas tente pelo menos deixar algum tempo entre os dois casamentos, especialmente se terão festas e listas de convidados semelhantes.
 
A mesma especialista recorda que, por muito que uma amizade seja sincera, é difícil assistir a mudanças na vida da nossa melhor amiga. Neste sentido, torna-se fundamental perceber o quanto essa amizade é importante para evitar cometer erros que podem ser irreparáveis, pois uma má atitude num momento repleto de expectativas, pode ser fatal para uma relação de amizade.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Aprenda a proteger-se dos “vampiros emocionais”!



-

Quando a ansiedade nos atrapalha os planos  



-

Mindfulness:Treino e principais benefícios



-

Diferenças entre empatia e contágio emocional



-

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Algarve vê novo hospital por um "canudo"

Algarve vê novo hospital por um "canudo"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Farense é a única equipa algarvia na Taça de Portugal

Farense é a única equipa algarvia na Taça de Portugal

ver mais
 
São Brás de Alportel adere à Semana Europeia do Teste VIH-Hepatites

São Brás de Alportel adere à Semana Europeia do Teste VIH-Hepatites

ver mais
 
“Dias da Inovação e Partilha Pedagógica” na UAlg

“Dias da Inovação e Partilha Pedagógica” na UAlg

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio