siga-nos | seja fã
PUB
 

Estudo: Obesos podem viver menos oito anos

Estudo: Obesos podem viver menos oito anos
Imprimir Partilhar por email
05-12-2014 - 10:18
Tendo por base um estudo, as pessoas com excesso de peso podem viver menos oito anos, e começar a ter doenças 19 anos mais cedo do que a média da população.
 
O estudo da revista médica “The Lancet”, adianta que, as pessoas obesas podem viver menos oito anos do que a esperança média de vida, por causa da doença e que há maior probabilidade de estas pessoas sofrerem de outras doenças 19 anos mais cedo do que a média. 
 
Os cientistas do Instituto de investigação do centro de saúde da Universidad McGill de Montreal, no Canadá, dirigido por Steven Glover, elaboraram um modelo informático da incidência de doenças segundo o peso, com dados retirados de um estudo sobre alimentação e saúde, realizado nos EUA.
 
Do trabalho realizado, retirou-se «a  
prova de que, a obesidade está associada a um risco mais elevado de desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes que, em média, vão reduzir drasticamente a esperança de vida das pessoas e os seus anos de vida saudável».
 
De acordo com a mesma publicação, os cientistas calcularam o risco de contrair diabetes e doenças cardiovasculares em adultos com pesos diferentes e analisaram o efeito do peso a mais e da obesidade nos anos de vida perdidos e nos anos com saúde perdidos nos adultos dos EUA. 
 
O estudo foi levado a cabo com idades entre os 20 e os 79 anos, comparados com pessoas com peso normal.
 
A investigação revelou que as pessoas com peso a mais, correspondente a um índice de massa corporal (IMC) de 26, perdiam de zero a três anos de expetativa de vida, conforme a idade e o género.
 
As pessoas obesas (IMC de 30) perdiam entre um a seis anos, enquanto a muito obesas (IMC de 35) tinham as suas vidas reduzidas entre um e oito anos, comparado com pessoas com um IMC ajustado à sua altura e dimensões.
 
Considera-se que um IMC abaixo de 18,5 indica desnutrição ou algum problema de saúde, enquanto um acima de 25 revela peso a mais. Acima de 30 há obesidade leve e de 40 obesidade pesada.
 
Segundo o estudo, o efeito do peso a mais na perda dos anos de vida é maior entre os jovens com idades entre os 20 e os 29 anos, tendo ascendido mesmo a 19 anos em dois casos de obesidade extrema, diminuindo com a idade.
 
O excesso de peso reduz a esperança de vida, mas também os anos com vida saudável, definidos no estudo como os anos sem doenças associadas ao peso, como a diabetes de tipo 2 e as doenças cardiovasculares.
 
Para o grupo de investigadores, «O quadro está claro: quanto mais uma pessoa pesa e quanto mais jovem é, maior é o efeito na sua saúde, pois tem mais anos à frente em que os maiores riscos de saúde associados à obesidade podem ter um impacto negativo na sua vida».
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Melhore a sua personalidade e agarre a vida com confiança!



-

A dieta “infalível” para este verão!



-

Precisa de um “jeitinho”? Conheça outros hábitos (muito) portugueses!



-

Para avançar, é preciso “virar a página”!



-

Aprenda “a ser importante” para os outros



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Cláudia Vieira inaugura Designer Outlet Algarve

Cláudia Vieira inaugura Designer Outlet Algarve

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Taça de Portugal:Dragões bateram Portimonense

Taça de Portugal:Dragões bateram Portimonense

ver mais
 
Mafalda Ribeiro e Paulo Azevedo em Albufeira falam da dignidade da pessoa com deficiência

Mafalda Ribeiro e Paulo Azevedo em Albufeira falam da dignidade da pessoa com deficiência

ver mais
 
Ministério da Administração Interna alerta para risco de incêndio

Ministério da Administração Interna alerta para risco de incêndio

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio