siga-nos | seja fã
PUB
 

Mães trabalhadoras “inspiram” competências profissionais dos filhos

Mães trabalhadoras “inspiram” competências profissionais dos filhos
Imprimir Partilhar por email
25-06-2015 - 10:23
Por muito que se diga que as mães domésticas são melhores exemplos pela sua disponibilidade e tempo, os investigadores de Harvard vêm contrapor essa posição.
 
No seu último estudo que foi realizado durante uma década em diversos países, os investigadores alcançaram conclusões surpreendentes e muito tranquilizadoras para as mães que precisam de trabalhar.
 
O trabalho da Harvard Business School sugere que as mães que trabalham têm filhas mais bem-sucedidas profissionalmente e filhos mais preocupados com a família. 
 
Ao contrário do que se pensava, não só as mães trabalhadoras inspiram os filhos com o seu exemplo, como, na maioria dos casos, acabam por dedicar menos tempo, mas mais qualidade na relação com os filhos. 
 
A explicação passa pela compreensão dos mais novos face ao esforço da mãe, a conversa que é estabelecida e o exemplo de luta que lhes é fornecido.
 
Os resultados deste estudo ajudam a “aliviar” a consciência das mães” que lamentam a falta de tempo e que temem que isso seja prejudicial para os filhos. Tudo tem um “peso e uma medida” defendem os investigadores, mas o estudo “permitiu-nos retirar o lado positivo das mães trabalhadoras e a influência que exercem sobre os filhos”.
 
Segundo as conclusões deste estudo, as filhas de mães trabalhadoras têm maiores probabilidades de ter emprego, de ocupar cargos de supervisão e de ter um salário mais alto, por oposição às filhas de mães domésticas. 
 
Também os filhos homens de mães com trabalho fora de casa são mais propensos a tomar conta de familiares e a tratar das tarefas domésticas.
 
Por outras palavras, como descreve o site Vox, ter uma mãe trabalhadora ajuda não só a reduzir os estereótipos associados ao género, como permite às crianças estar em contacto com um conjunto de capacidades de índole profissional.
 
Kathleen McGinn, professora na Harvard Business School e a principal investigadora no estudo, garante que a mensagem principal extraída das conclusões é esta: o facto de as mães trabalharem tem efeitos positivos a longo prazo nos filhos, porque ajuda a criança a perceber que terá à sua frente muitas oportunidades. 
 
O estudo recorreu, entre outras fontes de informação, a dados de 24 países recolhidos em 2002 e 2012.
 
Tal como a mãe chega a casa e se dedica à família, os filhos vão incutindo essa ideia, pelo que, os investigadores acreditam que o exemplo das mães também é significativo em termos de relação familiar e na construção de laços fortes entre os seus membros.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Baixa Inteligência Emocional afeta a qualidade das relações



-

Não se desculpe por dizer a verdade!



-

O que queremos, acontece!



-

Faça um teste à sua maturidade emocional



-

Descubra “o poder curativo” da praia



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Algarve vê novo hospital por um "canudo"

Algarve vê novo hospital por um "canudo"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Farense é a única equipa algarvia na Taça de Portugal

Farense é a única equipa algarvia na Taça de Portugal

ver mais
 
São Brás de Alportel adere à Semana Europeia do Teste VIH-Hepatites

São Brás de Alportel adere à Semana Europeia do Teste VIH-Hepatites

ver mais
 
“Dias da Inovação e Partilha Pedagógica” na UAlg

“Dias da Inovação e Partilha Pedagógica” na UAlg

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio