siga-nos | seja fã
PUB
 

PCP “perplexo” com possibilidade de construção de moradias de luxo nas dunas da Praia da Galé Oeste

PCP “perplexo” com possibilidade de construção de moradias de luxo nas dunas da Praia da Galé Oeste
Imprimir Partilhar por email
05-07-2017 - 16:02
O Partido Comunista Português questionou o Governo sobre a possibilidade de construção de moradias de luxo na Praia da Galé Oeste.
 
Em nota à imprensa, o Grupo Parlamentar do PCP fez saber que, no passado dia 9 de junho, questionou o Ministério do Ambiente sobre a intenção de construir moradias de luxo muito próximo do mar, nas dunas da Praia da Galé Oeste (concelho de Albufeira).
 
Na sua resposta, o Ministério do Ambiente confirma «essa intenção e informa que em 2010 foi solicitada alteração do alvará de loteamento acima identificado, tendo a Agência Portuguesa do Ambiente, I.P., considerado que esta alteração era compatível com o referido plano [Plano de Ordenamento da Orla Costeira Burgau-Vilamoura]».
 
Esta confirmação «é motivo de grande perplexidade, já que o local onde se pretende construir moradias de luxo é uma zona dunar de grande sensibilidade».
 
Tanto assim é que «foram construídas largas centenas de metros de passadiços nessas dunas para prevenir danos ambientais».
 
Nota o PCP que, «é exatamente nessas dunas que agora se pretende construir moradias de luxo». Aparentemente, «o pisoteio das dunas danifica-as, mas construir sobre elas moradias, não!», sublinha o mesmo Grupo Parlamentar.
 
O PCP recupera que, «a propósito desta confirmação, importa relembrar que, para justificar a recente demolição de casas nos núcleos populacionais dos Hangares e do Farol, na ilha da Culatra, o Ministério do Ambiente, invocou, repetidamente, os valores ambientais e a segurança das pessoas». Mas agora, «na Praia da Galé Oeste, perante a construção de moradias de luxo em cima das dunas, a escassos metros do mar, esses critérios já não se aplicam». Estamos, assim, «perante uma situação de dois pesos e duas medidas!» lê-se no mesmo documento.
 
Nesta sequência, o Grupo Parlamentar do PCP, por intermédio do deputado Paulo Sá eleito pelo Algarve, questionou o Ministro do Ambiente, dirigindo-lhe as seguintes perguntas, como justifica o Ministério do Ambiente que a construção de moradias de luxo nas dunas da Praia da Galé Oeste, a escassos metros do mar não colide com a salvaguarda dos valores ambientais e a segurança das pessoas (critérios invocados, por exemplo, para justificar as demolições nos núcleos populacionais dos Hangares e do Farol, na ilha da Culatra), se o Ministério do Ambiente, confirma que as largas centenas de metros de passadiços construídos na praia da Galé Oeste visando proteger as dunas do pisoteio, se autorizou a construção de moradias em dunas, sensíveis onde as pessoas não as devem pisar e se o Ministério do Ambiente vai rever a sua posição sobre a construção de moradias de luxo nas referidas dunas.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Orçamento Participativo no Município de Faro vai ser uma realidade



-

JS Algarve com caras novas após eleições



-

Bloco de Faro convida Louçã a debater revolução russa



-

Algarve vê novo hospital por um "canudo"



-

Vereadores socialistas propõem Orçamento Participativo em Faro



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Chuva poderá chegar ao Algarve esta semana

Chuva poderá chegar ao Algarve esta semana

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Teatro das Figuras recebe versão contemporânea de “O Lago dos Cisnes”

Teatro das Figuras recebe versão contemporânea de “O Lago dos Cisnes”

ver mais
 
GNR de Lagoa recebe do Município duas scooters

GNR de Lagoa recebe do Município duas scooters

ver mais
 
Proteção Civil de Portimão volta a ‘preparar’ escolas para situações de emergência

Proteção Civil de Portimão volta a ‘preparar’ escolas para situações de emergência

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio