siga-nos | seja fã
PUB
 

São Brás de Alportel "ganha asas" com nova atração turística

Imprimir Partilhar por email
30-03-2017 - 22:56
Foi inaugurada hoje uma réplica do hidroavião de Gago Coutinho e Sacadura Cabral em São Brás de Alportel.
 
Para assinalar o 95.º aniversário sobre a partida para a primeira travessia aérea do Atlântico, protagonizada por Gago Coutinho e Sacadura Cabral, o Município de São Brás de Alportel inaugurou a escultura em ferro, da autoria de Carlos Correia de Oliveira, uma réplica do hidroavião “Santa Cruz”.
 
Esta peça de arte pública oferecida ao Município, respeita as dimensões reais do hidroavião que chegou ao Brasil e está instalada junto às Piscinas Municipais Cobertas em homenagem às origens de Gago Coutinho, cuja família paterna tem ligações a São Brás de Alportel.
 
A réplica do hidroavião “Santa Cruz”, um biplano Fairey IIID, já é um atrativo turístico para o município.
 
Ao Algarve Primeiro o autarca de São Brás de Alportel, Vítor Guerreiro, explicou que a ideia, "partiu do próprio artista que estava a desenvolver o projeto, num desafio lançado pela autarquia de Celorico da Beira (onde Sacadura Cabral era natural), entretanto as coisas não se concretizaram nesse sentido e tendo conhecimento que Gago Coutinho tinha aqui as suas raízes, resolveu contactar-nos; fez a proposta de oferta e ao ser aceite, São Brás de Alportel, ganhou esta nova atração turística que muito nos orgulha".
 
O edil não tem dúvidas que "pelo enquadramento da peça no espaço público entre as Piscinas Municipais Cobertas, escolas e infantários, campos de futebol, toda a zona ficou bastante valorizada, as pessoas estão muito felizes, sendo também uma marca de São Brás de Alportel".
 
Em declarações ao nosso jornal, o artista e autor da peça, Carlos Correia de Oliveira, realçou que após ter ficado com o trabalho "nas mãos", e de saber que Gago Coutinho, tinha raízes em São Brás de Alportel, "foi o autarca de Castro Marim, Francisco Amaral, meu amigo, que fez a ponte entre mim e a autarquia".
 
Carlos Correia de Oliveira avançou que a obra de arte, levou cerca de 500 dias a fazer, pesa entre 18 a 20 toneladas.
 
Apesar de ter formação agrícola, o artista já mostrou o seu talento, noutras obras que estão à vista pelo Algarve, nomeadamente "O Polvo" em Quarteira, o "Cavaleiro da Ordem de Cristo" em Castro Marim, no dia 1 de abril está prevista a entrega de "Os Corticeiros" para Silves, no dia 9 de maio, será enviada para França "Os Salineiros", uma barca tradicional de sua autoria irá também para o Calçadão de Monte Gordo.
 
Carlos Correia Oliveira, residente em Castro Marim, faz este tipo de trabalhos há 10 anos e não espera parar; "há outros voos no horizonte, a fazer lembrar Gago Coutinho e Sacadura Cabral".
 
Algarve Primeiro
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Dia Internacional do Homem assinalado no Algarve



-

Reabilitação do Centro histórico de Silves com alterações de trânsito



-

Concelho de Loulé apostado em preservar a floresta



-

Mafalda Ribeiro e Paulo Azevedo em Albufeira falam da dignidade da pessoa com deficiência



-

Ministério da Administração Interna alerta para risco de incêndio



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Algarve vê novo hospital por um "canudo"

Algarve vê novo hospital por um "canudo"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Dia Internacional do Homem assinalado no Algarve

Dia Internacional do Homem assinalado no Algarve

ver mais
 
Movimentos reafirmam oposição à prospeção de petróleo e gás ao largo da Costa Vicentina

Movimentos reafirmam oposição à prospeção de petróleo e gás ao largo da Costa Vicentina

ver mais
 
Reabilitação do Centro histórico de Silves com alterações de trânsito

Reabilitação do Centro histórico de Silves com alterações de trânsito

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio