siga-nos | seja fã
PUB
 

Duarte Pacheco

Duarte Pacheco
Imprimir Partilhar por email
20-10-2013 - 23:43
Duarte Pacheco nasceu em Loulé a 19 de Abril de 1899.
 
 
A sua vida e obra são ainda hoje reconhecidas e aplaudidas sobretudo pelo seu carácter genial. Duarte Pacheco foi um importante estadista e engenheiro formado pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa no ano de 1923. 
 
Foi professor ordinário e director interino 3 anos mais tarde. Em 1927, passou então a ocupar a condição de director efectivo. 
 
Um ano mais tarde, dá-se o início da construção dos edifícios do instituto Superior Técnico sob a orientação de Duarte Pacheco, então engenheiro electrotécnico, facto que grandemente contribuiu para construir aquele que viria a ser o primeiro Campus Universitário português. 
 
Ainda em 1928, Duarte Pacheco torna-se presidente da Câmara Municipal de Lisboa, sendo mais tarde convidado para integrar o Governo, passando a ocupar a pasta de Ministro da Instrução Pública e a trabalhar com Oliveira Salazar. 
 
Mais tarde, abandona as funções ministeriais e regressa ao I.S.T., onde permanece até 1932, altura em que volta a ser convidado por Salazar, que admirava o seu carácter, assumindo agora a pasta de Ministro das Obras Públicas e Comunicações. 
 
Mais tarde, em 1936, com uma reforma da corporação política, Duarte Pacheco afasta-se do Governo e regressa ao Instituto Superior Técnico. Dois anos mais tarde volta a ocupar o cargo de presidente da Câmara Municipal de Lisboa, mas pouco tempo depois, voltou a ser nomeado Ministro das Obras Públicas e Comunicações. 
 
Com uma obra que ficou muito longe de ser concluída, Duarte Pacheco veio a falecer em 16 de Novembro de 1943 no Hospital da Misericórdia de Setúbal, com apenas 44 anos de idade e terá sido vítima de um acidente de viação. Diz quem o conheceu de perto que Duarte Pacheco não tinha tempo para esperar e isso é expresso pela sua obra. 
 
A obra de Duarte Pacheco: 
 
- Em 1933, o engenheiro Duarte Pacheco iniciou uma profunda modernização nos serviços dos Correios e Telecomunicações por todo o país. Neste mesmo ano, nomeia uma Comissão Técnica para estudar e elaborar um plano que pudesse levar à construção de uma ponte sobre o rio Tejo, ligando Lisboa, pela zona do Beato ao Montijo. Chega mesmo, no ano de 1934, a propor a construção de uma ponte rodo-ferroviária, em Conselho de Ministros. 
 
É autor de projectos dos "novos Bairros Sociais" de Alvalade, Encarnação, Madredeus e Caselas, em Lisboa. Mandou construir a primeira auto-estrada Lisboa-Vila Franca de Xira, pioneira da A1. Projectou a actual Av. de Roma, em Lisboa, da forma como ainda hoje permanece, do ponto de vista imobiliário. 
 
Ao longo da sua carreira, quer como professor ou estadista, Duarte Pacheco promoveu, e revolucionou, o sistema rodoviário português, para além das inúmeras construções de obras públicas que mandou executar, tais como a marginal Lisboa-Cascais, o Estádio Nacional, e a Fonte Luminosa, em Lisboa. Foi sua, também, a criação do Parque de Monsanto, e contribuiu para a construção do aeroporto da cidade de Lisboa. 
 
(Actualização:27-11-09)

 

 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Margarida Correia (Querença)



-

Victor Borges (Benafim)



-

Manuel Baptista



-

António Parsotamo



-

Luzia Vieira



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Bolo-rei gigante de Olhão foi este ano oferecido "por opção"

Bolo-rei gigante de Olhão foi este ano oferecido "por opção"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
PCP preocupado relativamente à atribuição de recursos para as Casas de Acolhimento de Crianças e Jovens em Perigo na região

PCP preocupado relativamente à atribuição de recursos para as Casas de Acolhimento de Crianças e Jovens em Perigo na região

ver mais
 
Câmara Municipal de Albufeira assinalou Dia Internacional do Voluntariado

Câmara Municipal de Albufeira assinalou Dia Internacional do Voluntariado

ver mais
 
José Mendes Bota recebeu Prémio "Maria Veleda" com promessa de mudar mentalidades

José Mendes Bota recebeu Prémio "Maria Veleda" com promessa de mudar mentalidades

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio