siga-nos | seja fã
PUB
 

Faro foi o segundo Porto de 160 escalas do NRP Sagres com maior número de visitantes

Imprimir Partilhar por email
08-09-2018 - 16:56
NRP Sagres em Faro foi um "sucesso e um ponto de viragem" para a cidade.
 
Paulo Santos, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Faro referiu ao Algarve Primeiro que «estávamos à espera que a população aderisse em massa a este que é um símbolo do mar e de Portugal, e que tanto nos orgulha. Tive a oportunidade de falar com o Comandante do Navio e do Porto de Faro e ambos disseram-me que estavam surpreendidos com a afluência de pessoas ao NRP Sagres». 
 
 
Paulo Santos revelou que o navio fez escala em 160 portos, «em quase todas elas recebeu visitas do público, e Faro foi o segundo Porto com maior número de visitantes, (entre 5 e 7 de setembto)». 
 
O responsável autárquico, falou em milhares de pessoas, que não perderam a oportunidade a ver "in loco" o NRP Sagres.
 
Conforme realça comunicado da Marinha, o NRP Sagres é um grande veleiro com 90 metros de comprimento, três mastros e armação em barca, construído nos estaleiros navais Blohm & Voss, na Alemanha, em 1937. Celebrou 80 anos em 2017, 55 dos quais com a bandeira de Portugal. A par da instrução dos cadetes da Escola Naval, o NRP Sagres leva um pouco de Portugal aos portugueses da diáspora, contribuindo para o estreitar dos laços entre as comunidades e as suas origens. Além dos milhares de visitantes que recebe a bordo, nos portos de escala o NRP Sagres cumpre um vasto programa de divulgação e de representação, albergando igualmente diversos eventos promovidos pelos parceiros da Marinha que se associam às viagens do símbolo de Portugal.
 
 
Ao nosso jornal, o vice-presidente referiu ter sido uma «excelente» ideia, trazer o NRP Sagres pela primeira vez a Faro, no âmbito das comemorações do Dia do Município, «significando também uma viragem para a cidade, num trabalho que está a ser feito entre a Autarquia e o Governo, através da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, de modo a fazer a reconversão do Cais Comercial e requalificar uma grande área da frente ribeirinha da cidade numa extensão de 5 km, entre o Teatro das Figuras e o Largo de São Francisco, abrangendo também a zona do Bom João com a inclusão da desativação do Bairro da Horta da Areia e os depósitos de Gás».
 
O projeto terá uma lógica de concessão, em que haverá serviços públicos e acima de tudo promotores privados «a ideia é que seja um espaço público aberto à cidade onde irá tem um plano estratégico com a Universidade do Algarve, nomeadamente na investigação sobre as atividadees do mar».
 
As duas condições essenciais deste mega-projeto, «prendem-se com a questão ambiental e a sustentabilidade económica e aí a Ualg tem sido um aliado importante nas duas áreas, para a viabilização do projeto, que está ainda numa fase inicial, mas a avançar a bom ritmo».
 
Trata-de de um investimento global a rondar os 120 milhões de euros.
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Já se encontram abertas candidaturas para a Feira de Verão de Quarteira



-

Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal



-

Castro Marim:Despiste de veículo pesado faz duas vítimas mortais e um ferido



-

Loulé ganha prémio Município do Ano Portugal 2018 - UM Cidades



-

Sismo de 2.9 a 8 km de Alcoutim



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Colisão aparatosa logo pela manhã na EN125

Colisão aparatosa logo pela manhã na EN125

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Já se encontram abertas candidaturas para a Feira de Verão de Quarteira

Já se encontram abertas candidaturas para a Feira de Verão de Quarteira

ver mais
 
Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal

Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal

ver mais
 
Castro Marim:Despiste de veículo pesado faz duas vítimas mortais e um ferido

Castro Marim:Despiste de veículo pesado faz duas vítimas mortais e um ferido

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio