Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Ria pelo menos 10 minutos por dia!

Ria pelo menos 10 minutos por dia!
Imprimir Partilhar por email
17-08-2018 - 11:30
Os benefícios do riso são cada vez mais assumidos pela comunidade científica, razão pela qual se sugerem exercícios para praticar este gesto tão simples, mas cada vez menos natural no ser humano.
 
De um modo geral, as pessoas não riem o suficiente, razão pela qual se investe cada vez mais em sessões que estimulam o riso, preferencialmente em grupo e, numa fase inicial, de forma organizada e orientada para o efeito.
 
Segundo os especialistas, devemos rir pelo menos 10 minutos por dia para assegurar o bem-estar físico e emocional, mas quem tiver sentido de humor e conseguir ultrapassar esta linha diária, certamente que ganha mais saúde, alegria e uma forma mais descontraída de encarar a vida.
 
Há muito que se diz que, “Rir é o melhor remédio” e, de acordo com os entendidos, é verdade, a ponto de existirem cada vez mais adeptos desta modalidade que, inclusivamente dedicam uns momentos do seu dia para rir.
 
São cada vez mais as empresas que apostam neste tipo de sessões para os seus funcionários, sabendo que são amplos os ganhos para o rendimento profissional, mas ainda há um longo caminho a percorrer, já que, o riso ainda não chega a toda a gente e os dados mostram que, a população em geral ri cada vez menos.
 
No caso português, apesar de termos fama de “sisudos”, a verdade é que temos sentido de humor e não rejeitamos uma oportunidade para soltar umas boas gargalhadas, quem o diz são os entendidos na matéria que afirmam que é fácil fazer um grupo rir e se habituar às suas próprias gargalhadas, pois qualquer sessão começa mesmo com esse despertar: primeiro desperta-se para educar a mente a sentir a sensação do riso, a habituação ao som de cada pessoa e depois vão surgindo novos estímulos para que seja cada vez mais fácil rir com vontade.
 
Se inicialmente as pessoas parecem ter de forçar a gargalhada, em pouco tempo, torna-se fácil rir das coisas mais simples e que não se pensava achar graça.
 
Cabe recordar que o riso é uma reacção face a um estímulo que causa alegria ou que causa graça. Esta reacção inclui gestos, sons e diversos movimentos corporais.
 
É importante destacar que a risoterapia, apesar do nome, não costuma ser definida como uma terapia tendo em conta que não está em condições de curar uma doença por si só.
 
Segundo aqueles que defendem este método, a risoterapia contribui para o bem-estar do paciente e acarreta vantagens que podem contribuir para um tratamento médico.
 
A risoterapia ocorre de diversas maneiras. Às vezes, são profissionais da medicina, os quais recorrem ao humor para provocar riso nos pacientes, como acontece com o famoso Dr. Hunter Doherty Adams, mais conhecido como “Patch” Adams, cuja vida foi levada para o cinema com o protagonismo de Robin Williams.
 
Há voluntários que, mesmo não sendo especializados nem formados em medicina, se dirigem e visitam hospitais vestidos de palhaços para realizar risoterapia. Também existem workshops ou sessões de risoterapia, onde os pacientes formam um grupo e seguem instruções para provocar risos.
 
De um modo geral, a comunidade científica admite que o riso permite libertar serotonina, dopamina e adrenalina. Além do mais, foi comprovado que o riso contribui para o movimento muscular e favorece a circulação sanguínea, o que no seu todo, já são motivos suficientes para rir, pelo menos dez minutos por dia e perder toxinas acumuladas no organismo.
 
É de realçar que uma pessoa simpática tem mais sucesso nas atividades em que participa, tal como alguém sorridente é muito melhor aceite num grupo ou em qualquer entrevista de emprego.
 
Quem lida com os problemas de forma mais descontraída também os resolve com mais facilidade, sem esquecer que tem mais facilidades em encontrar ajuda.
 
No mesmo contexto, o riso facilita as relações entre as pessoas, permite uma troca de conversas entre desconhecidos e é sempre uma forma agradável de terminar um dia de trabalho ou qualquer outra atividade, por isso, ria com vontade e, quando não tiver vontade de rir, procure-a dentro de si ou num grupo destinado à risoterapia!
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Cuide dos seus rins!



-

Roncopatia



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal

Vila do Bispo:Veleiro francês afunda-se resultando numa vítima mortal

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Domingos Caetano canta clássicos nacionais em Olhão

Domingos Caetano canta clássicos nacionais em Olhão

ver mais
 
Luís Conceição no “Música nas Igrejas”

Luís Conceição no “Música nas Igrejas”

ver mais
 
Presidente da Câmara de Olhão pede mais espaço para atividade aquícola

Presidente da Câmara de Olhão pede mais espaço para atividade aquícola

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio