Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Dicas para pais que costumam bater nos filhos
Imprimir Partilhar por email
A vida agitada, a falta de dinheiro, os problemas entre parceiros, não podem servir, de forma alguma, de pretexto para os pais agredires os seus filhos.
 
Para além de ser crime, importa ter bom senso e tentar colocar-se no lugar da criança. Muitas vezes, os pais nem se apercebem de que estão a agredir porque também já passaram por muitas agressões, chamam nomes porque já foram muito humilhados, ofendem porque também já passaram pelo mesmo. Nestes casos, o ideal será que todos se predisponham passar por uma terapia familiar.
 
O apoio psicológico ajuda a prevenir a repetição dos maus-tratos, sejam eles físicos ou verbais, pelo que é sempre aconselhável a quem já foi vítima de agressões e não quer reproduzir o mesmo modelo aos seus filhos.
 
Ao mesmo tempo, nunca é demais reforçar que, crianças vítimas de maus-tratos, vão ter sérios problemas pela vida fora, pelo que necessitam também desse correto acompanhamento, já que poderão desenvolver problemas psicológicos e uma maior probabilidade para desenvolver obesidade e doenças cardíacas.
 
É também de acrescentar que, as crianças que apanham dos pais aprendem que o mundo é regido pela lei do mais forte, e têm tudo para se transformarem em adultos que também batem nos filhos. Por essa razão, ainda mais se aconselha o acompanhamento psicológico para cortar com essa repetição de um modelo. Ao mesmo tempo, estas pessoas que sofreram agressões, serão seguramente adultos incapazes de reagir ao menor dos insultos.
 
Assim, mesmo que os seus dias sejam agitados e que se veja sem paciência, é exigido a pais e mães que mantenham a calma e que consigam compreender o lado da criança mesmo quando ela faz uma asneira. Não tenhamos ilusões de que, todas as crianças fazem disparates; uns de maior outros de menor gravidade, pelo que o importante é saber reagir nesse momento. Explicar à criança o sucedido, mostrar-lhe porque razão se trata de um disparate e como o poderá corrigir ou resolver. Seja um vaso partido, a parede riscada com tinta ou giz, um vidro partido, qualquer criança comete um erro e faz uma asneira, pelo que não podemos descambar toda a revolta do nosso dia nesse momento.
 
Uma coisa é olhar a criança nos olhos e fazê-la compreender que cometeu um erro ou que fez algo grave, outra coisa é dizer-lhe coisas horríveis que ela jamais esquecerá.
 
Habitue-se a conversar com os seus filhos, a explicar-lhes as coisas, a criar um espaço de entendimento onde lhe possa dizer que fez bem ou mal sem lhe apontar o dedo ao que é, mas sim ao que fez.
 
Sabemos que por vezes é difícil manter a calma, mas é necessário que o faça. Não grite com os seus filhos, já que isso só vai aumentar a confusão e o medo dentro de casa. Não diga aquilo de que se pode vir a arrepender mais tarde. Pare, pense, analise, mas procure mostrar à criança que ficou aborrecido/a com o que aconteceu, pois assim assim ela terá mais cuidado para a próxima vez e, acredite que, de forma mais calma e ponderada, será mais fácil que a criança compreenda o que se passou.
 
Tenha sempre em mente que, o objetivo central da educação é preparar os mais novos para as etapas seguintes. Será que uma criança agredida vai aprender a ser responsável no futuro? Não! Essa criança precisa de compreender o que se passou, ficar uns momentos sozinha a pensar no assunto para depois evitar repetir o mesmo erro. Se disser palavrões, tendencialmente ela irá repeti-los também e, depois não diga que não sabe onde é que ela aprendeu a falar e a comportar-se dessa maneira! Muitas vezes, os pais nem se apercebem do impacto que exercem sobre os filhos. O pai e a mãe determinam as principais reações dos filhos que os imitam naturalmente, por isso, procure ser um bom exemplo e aproveite para ser melhor pessoa também.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(87724)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37453)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(20350)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(14669)

Não podemos viver sem amor

(12204)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11314)

A mentira: um mal necessário

(9366)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9276)

Idade não traduz maturidade

(9178)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8676)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8443)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8432)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7120)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5904)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(5764)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5724)

É Demissexual?

(5489)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5437)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5271)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5073)

A “ciência” do aperto de mão

(5020)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4866)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4840)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4802)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4718)

O poder das ervas aromáticas

(4707)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4629)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4597)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4439)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4432)

A família é a base do sucesso escolar

(4341)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4334)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4303)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4272)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4205)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4189)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4186)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4184)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4148)

O que muda na mulher aos 40?

(4146)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4046)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3975)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3925)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3896)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3842)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3770)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3762)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3730)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3729)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3676)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Faro:Atropelamento deixa bebé de 13 meses em estado grave

Faro:Atropelamento deixa bebé de 13 meses em estado grave

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Baleia anã encontrada morta na Praia Verde

Baleia anã encontrada morta na Praia Verde

ver mais
 
Quarteira:Presidente esclarece população com diretos no Facebook e atendimentos por videochamada

Quarteira:Presidente esclarece população com diretos no Facebook e atendimentos por videochamada

ver mais
 
Faro:Atropelamento deixa bebé de 13 meses em estado grave

Faro:Atropelamento deixa bebé de 13 meses em estado grave

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio