Economia

25 milhões do PO Algarve mobilizados para cobertura digital no interior e dinamização de rede de aldeias inteligentes

 
Foi anunciado na passada sexta-feira, pelo Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve), José Apolinário, em Albufeira, no lançamento da Comissão Instaladora do Observatório Nacional de Envelhecimento Ativo, que o Programa Operacional Regional vai mobilizar 15 milhões de euros para o apoio à melhoria da conectividade nas áreas rurais e de baixa densidade e 10 milhões de euros para ações de valorização económica de recursos endógenos e estratégias de diversificação da base económica nos mesmos territórios.

Em comunicado, a CCDR informa que a nível estatístico, o Algarve apresentou, na última década, uma perda de intensidade do crescimento demográfico. A persistência de saldos e taxas de crescimento natural negativos no sul do país é compensada pelos saldos e taxas de crescimento migratório positivas.
 
O índice de envelhecimento no Algarve é elevado, 149,2 idosos por cada 100 jovens. As dinâmicas do mercado de trabalho também acabam condicionadas por estes valores, onde o número de inativos por 100 empregados é superior aos valores do Continente (109,4 contra 106,8), resultado de uma tendência de diminuição da população ativa mais acentuada regionalmente e de um aumento da população inativa, em contraciclo com o comportamento do território continental, entre 2013 e 2020, lê-se no mesmo documento. 
 
No entanto, há um reconhecimento do Algarve como espaço de referência para o envelhecimento saudável, com a criação de novos serviços e qualificações territoriais.