Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Afinal, que quantidade de água devemos beber diariamente?
Imprimir Partilhar por email
As dúvidas são recorrentes, já que os esclarecimentos também não têm sido muitos. Há quem defenda que, no mínimo, se deve ingerir dois litros de água por dia, enquanto que, os mais modestos se ficam apenas por um litro.
 
Para ajudar a esclarecer, uma equipa de investigadores da Universidade de Harvard explicou que, “cada pessoa tem as suas necessidades, pelo que é difícil recomendar uma quantidade diária para toda a gente.” 
 
Por detrás dessas necessidades está o estilo de vida e os problemas de saúde de cada pessoa.
 
Segundo os investigadores, a quantidade de água diária deve ter sempre em conta a hidratação do corpo, já que essa é a base para a saúde plena. Depois, devem ter sido em conta aspetos como o exercício físico que cada indivíduo pratica, a maior ou menor exposição ao calor e a retenção de líquidos, situações em que se deve reforçar o consumo de água.
 
O site da Universidade de Harvard esclarece que, “independentemente da estação do ano e da temperatura que se faz sentir, o consumo de água deve acontecer dia após dia e deve ir ao encontro do estilo de vida de cada um, sendo crucial entre as pessoas que fazem retenção de líquidos, têm problemas de saúde, tomam medicamentos diariamente ou praticam atividade física com bastante regularidade.”
 
Para os investigadores da Universidade de Harvard, “é muito difícil traçar uma meta,” mas acreditam que “entre quatro a seis copos de água por dia é o suficiente para o bom funcionamento do organismo e para uma saúde plena, pois esta é a quantidade que permite manter os níveis de hidratação adequados, melhorar a digestão, estabilizar os níveis de açúcar no sangue, nutrir os órgãos e os tecidos e prevenir a obstipação.”
 
Ainda assim, há casos em que esta quantidade deve ser reforçada: quando se tomam muitos medicamentos ou quando se treina de forma intensiva.
 
Embora a desidratação seja penosa para a saúde, há ainda que salientar que o consumo excessivo de água pode ser tão ou mais prejudicial que um consumo deficiente.
 
A água deve ser o líquido privilegiado para evitar a desidratação, sendo também aconselhável a sopa pelo seu poder nutritivo e por se tratar de um líquido e o chá sem adição de açúcar.
 
A ingestão de líquidos deve ocorrer ao longo do dia.
 
Fátima Fernandes
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Descubra os 3 benefícios de conversar



-

5 Pilares da Inteligência Emocional “ao serviço” do bem-estar



-

Como aplicar a inteligência em várias dimensões



-

Ouça a “voz” da sua consciência



-

Para ganharmos algo novo, temos de abdicar do velho



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

ver mais
 
Alcoutim:Casal que agrediu idoso de 98 anos em assalto foi identificado

Alcoutim:Casal que agrediu idoso de 98 anos em assalto foi identificado

ver mais
 
Piloto algarvio lidera Rali de Portugal

Piloto algarvio lidera Rali de Portugal

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio