Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Algarvia Yolanda Sequeira alcança vitória histórica no Reino Unido

Algarvia Yolanda Sequeira alcança vitória histórica no Reino Unido
Foto|Masurel/WSL
Imprimir Partilhar por email
11-08-2019 - 20:17
O surf nacional viveu uma tarde mágica, este domingo, na praia de Fistral, em Newquay, no Reino Unido.
 
A recém-consagrada campeã nacional, representante do Clube Naval de Portimão, Yolanda Sequeira, alcançou a primeira vitória da carreira numa prova da WSL, depois de conquistar o QS1000 que se disputou ao longo desta semana na região da Cornualha britânica.
 
Esta foi apenas a segunda vitória de uma surfista portuguesa no circuito feminino de qualificação mundial da WSL (WQS), depois de Carol Henrique ter sido a primeira a conseguir chegar ao lugar mais alto do pódio, em 2017, em Zarautz, no País Basco. Uma semana após a festa do título nacional a jovem surfista algarvia, de apenas 21 anos, fez, agora, a festa fora de portas, conforme destaca nota da Associação Nacional de Surfistas.
 
De acordo com a mesma fonte, para chegar ao lugar mais alto do pódio, Yolanda começou por eliminar a canária Melania Suarez Diaz nos quartos-de-final, operando a reviravolta no heat com a última onda que surfou. Depois, nas meias-finais, bateu a neozelandesa Ella Williams, campeã mundial júnior de 2013, graças a uma prestação bem sólida, que terminou com um score de 13,33 em 20 pontos possíveis.
 
Na grande final a surfista portuguesa teve pela frente a alemã de origem norte-americana Rachel Presti, campeã mundial ISA em título. Yolanda teve um começo de bateria forte e até final geriu a vantagem da melhor forma, vencendo o campeonato com 12,16 pontos, contra 8,54 da adversária.
 
Depois de ter chegado ao top 100 mundial feminino no ano passado, este resultado - somou 1000 pontos - vai permitir à surfista algarvia aproximar-se do top 60 mundial, o que a coloca cada vez mais próximo de garantir entrada direta nas principais provas do circuito.
 
Mas a armada lusa também teve em grande destaque na prova masculina, com dois surfistas a chegarem ao pódio final e com um deles, Pedro Henrique, a ver escapar a vitória já nos momentos finais. O campeão nacional de 2016 liderou a final durante grande parte do tempo, mas nas últimas ondas o alemão Leon Glatzer acabou por garantir o triunfo, com uma diferença de apenas 0,43 pontos. 
 
Glatzer já havia sido o "carrasco" de Eduardo Fernandes nas meias-finais. Apesar de não terem chegado ao triunfo na prova britânica, Pedro Henrique e Eduardo Fernandes vão garantir importantes subidas no ranking, eles que estavam fora do top 300 mundial. 
 
Esta foi a primeira prova da "perna europeia" de verão do WQS, com a "armada lusa" a seguir agora para França, onde na próxima terça-feira arranca um QS1500 em Lacanau, no sudoeste francês.
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Enfermeiros anunciam greve nos Centros de Saúde algarvios

Enfermeiros anunciam greve nos Centros de Saúde algarvios

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Polícia Marítima de Vila Real de Santo António apreende cerca de 1500kg de sardinha

Polícia Marítima de Vila Real de Santo António apreende cerca de 1500kg de sardinha

ver mais
 
PS congratula-se com avanço da Circular Norte de Loulé

PS congratula-se com avanço da Circular Norte de Loulé

ver mais
 
Ministro inaugurou 40 anos da Fatacil

Ministro inaugurou 40 anos da Fatacil

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio