Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Aplasia medular

Imprimir Partilhar por email
04-08-2013 - 23:33
Entende-se por aplasia medular a doença caracterizada pela deficiência medular que se traduz por uma disfunção da medula óssea. Esta doença é separada em dois níveis, a moderada e a grave.
 
Diagnóstico:
 
O diagnóstico da aplasia medular é feito através de um exame designado por hemograma, no qual constam todos os componentes sanguíneos e se faz a avaliação dos valores respectivos. 
 
Descrição: 
 
A aplasia da medula é uma consequência do mau funcionamento da medula óssea. A medula é responsável pela produção dos componentes sanguineos (hemácias, plaquetas e leucócitos). 
 
Relativamente ás hemácias, estas são responsáveis por carregar o oxigênio a todas as partes do corpo e possuem uma cor avermelhada devido à presença de ferro. 
 
Os leucócitos são responsáveis pela protecção do corpo através da produção de anticorpos. As plaquetas são responsáveis pela coagulação do sangue. 
 
Sintomas: 
 
Para que se possa tratar atempadamente, é necessário estar atento aos sintomas que, em regra são, a anemia que se revela a partir da palidez, devido ao baixo número de hemácias; infecções contínuas, devido ao baixo número de leucócitos; e sangramento de mucosas, devido ao baixo número de plaquetas. 
 
Refira-se que, a aplasia medular é uma patologia complexa que pode ser considerada congénita ou adquirida no que se refere ás causas. A aplasia adquirida é causada pela utilização de certos medicamentos (como o cloranfenicol) ou drogas ilícitas. Já a congénita ocorre devido a um factor genético. 
 
Na sua expressão congénita, a aplasia medular exige como tratamento o tratamento o transplante de medula óssea, sendo o doador quase sempre um familiar devido à maior probabilidade de compatibilidade. 
 
Ainda assim, nem sempre é possível encontrar essa facilidade já que as probabilidades se situam em 25%. 
 
Antes do transplante, o paciente deve realizar um tratamento químico feito através de medicamentos por via oral ou intravenosa. Esses medicamentos actuam como estimuladores da medula já falida. 
 
Nunca é demais sublinhar a importância de ser dador de medula óssea e de estar inscrito na base de dados que pode salvar vidas. Os testes podem ser realizados nos serviços de sangue no hospital e, um gesto pode ajudar a salvar uma pessoa. 
 
Nota: Entenda este artigo como meramente informativo e um ponto de partida para solicitar ajuda médica quando necessário.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Alho:4 segredos para combater o mau hálito



-

Sabia que a água ajuda a emagrecer?



-

Consumo de azeite diminui risco de fraturas por osteoporose



-

Sabe o que é Alexitimia?



-

Ansiedade: mulheres têm o dobro das probabilidades face aos homens



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Já conhece o cartaz da 38ª Concentração de Motos de Faro?

Já conhece o cartaz da 38ª Concentração de Motos de Faro?

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Ricardo Teodósio garante nos Açores novo pódio no Campeonato de Portugal de Ralis

Ricardo Teodósio garante nos Açores novo pódio no Campeonato de Portugal de Ralis

ver mais
 
Associativismo debatido em Lagos conclui que "pessoas vivem voltadas para si mesmas e não para a sociedade"

Associativismo debatido em Lagos conclui que "pessoas vivem voltadas para si mesmas e não para a sociedade"

ver mais
 
Karaté:Torneio Solidário Município de Olhão abre inscrições para atletas com deficiência motora

Karaté:Torneio Solidário Município de Olhão abre inscrições para atletas com deficiência motora

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio