Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
As pessoas tristes são as mais egoístas!
Imprimir Partilhar por email
À primeira vista a expressão pode parecer tão contraditória quanto exagerada, mas na prática, existe uma explicação.
 
Tendo por base o conjunto de estudos que resumem a investigação levada a cabo sobre a matéria, “são muitos os aspetos que caraterizam as pessoas negativas e tristes, um deles é o egoísmo.
 
Se por um lado existe alguma compaixão para com uma pessoa negativa e que normalmente se apresenta triste, por outro, o grupo de convivência acaba por reclamar o excesso de atenção exigido por essas pessoas que, facilmente captam a sensibilidade alheia com o seu estado de alma.
 
Quer isto dizer que, uma pessoa triste e tendencialmente negativa, acaba por se tornar o centro das atenções em virtude das suas queixas e lamentações, bem como pela necessidade constante de falar de si e dos seus problemas.
 
Este tipo de pessoas não dá espaço para que os outros se expressem, para que apresentem alternativas ou conhecimentos que possam funcionar como uma solução aos problemas que descrevem, o que reforça a tese de egoísmo defendida pela ciência.
 
As pessoas tristes são muito fechadas nos seus problemas e dão pouca abertura a opiniões ou alternativas.
 
Na realidade, “a alegria e a tristeza são os dois lados de uma mesma moeda, dois lados que todas as pessoas experimentam em algum momento das suas vidas, no entanto, há quem permaneça nesse estado de tristeza, e quem desfrute da vida nos restantes momentos.”
 
Há muitos anos que a psicologia se tem focado nas pessoas que são tristes por natureza, que apenas olham para o lado negativo das situações, que se mostram incapazes de dar um ar da sua graça sem colocar um rosto sisudo segundos depois.
 
A tristeza sem motivo aparente é o aspeto mais comum entre as pessoas tristes, já que, sem se saber ao certo se é uma questão genética, ou cultural, quem é negativo acaba não só por contagiar os outros à sua volta, como também exigir-lhe atenção redobrada.
 
As pessoas tristes são um reflexo de apatia, egoísmo e frustração, lê-se no El País que também dá conta da existência “de pessoas que vêem na própria infelicidade um refúgio eterno, olhando para este aspeto como uma consequência direta da visão distorcida que têm da vida e das próprias capacidades.”
 
Também há quem alimente esse estado de tristeza por saber que terá a atenção dos outros (seguramente vai mudar muitas vezes de grupos e conhecer infinitas amizades) e por se habituar a essa forma de estar na vida que lhe dá conforto enquanto passa de dissabor em dissabor.
 
Ramón Oria de Rueda, psicoterapeuta espanhol, diz que se trata de pessoas que “tendem a fazer uma atribuição interna de incapacidade e uma atribuição externa de má sorte”, o que faz com que se sintam culpados por cada falha. Além disso, são pessoas que fazem das queixas o centro das suas vidas.
 
A nível biológico, diz o italiano Antonio Semerari, “as pessoas tristes por natureza apresentam um deficit nas habilidades meta-cognitivas, o que faz com que sejam incapazes de refletir sobre os seus próprios estados emocionais e, por consequência, sobre as suas próprias emoções.”
 
As pessoas infelizes e tristes são ainda aquelas que não conseguem olhar mais além, que não conseguem sair da zona de conforto e procurar uma alternativa ao estado em que se encontram, muitas vezes por culpa do egoísmo, que é a “base das suas personalidades”, como indica o psicólogo italiano.
 
A ciência afirma então que, “as pessoas negativas são egoístas, falam dos seus problemas, das suas dificuldades, de si próprias e da falta de sorte”, o que faz com que se sintam ainda mais sós e mais tristes.
 
Naturalmente estas pessoas acabam por andar sempre à procura de quem as ouça, de quem as compreenda e de “amigos” que sejam capazes de assistir à sua tristeza.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(87763)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37485)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(20528)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(14782)

Não podemos viver sem amor

(12234)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11355)

A mentira: um mal necessário

(9422)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9323)

Idade não traduz maturidade

(9238)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8743)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8486)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8451)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7178)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5925)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(5878)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5739)

É Demissexual?

(5512)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5453)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5288)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5139)

A “ciência” do aperto de mão

(5066)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4881)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4861)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4821)

O poder das ervas aromáticas

(4748)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4737)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4644)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4641)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4462)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4460)

A família é a base do sucesso escolar

(4399)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4379)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4321)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4286)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4243)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4212)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4204)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4198)

O que muda na mulher aos 40?

(4175)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4162)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4075)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3994)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3960)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3914)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3866)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3823)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3782)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3751)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3746)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3719)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Criança fica ferida com gravidade após atropelamento em Olhão

Criança fica ferida com gravidade após atropelamento em Olhão

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Câmara de Tavira promove “Junho On-line” no Facebook

Câmara de Tavira promove “Junho On-line” no Facebook

ver mais
 
PCP "solidário" com trabalhadores da cultura em Faro

PCP "solidário" com trabalhadores da cultura em Faro

ver mais
 
Novas reaberturas marcam desconfinamento em Lagos

Novas reaberturas marcam desconfinamento em Lagos

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio