Política

Assembleia Intermunicipal do Algarve aprova moção do PCP/CDU exigindo a abolição das portagens na Via do Infante

 
Em comunicado, a Direcção da Organização Regional do Algarve faz saber que, no passado dia 17 de dezembro, a Assembleia Intermunicipal do Algarve «aprovou por unanimidade uma proposta apresentada pelos eleitos do PCP/CDU», exigindo ao governo que proceda «à imediata abolição das portagens na Via do Infante devolvendo esta importante infraestrutura rodoviária às populações e à região».

 
Segundo sublinha a moção, "É uma evidência incontornável que a introdução de portagens na Via do Infante, há quase oito anos, foi uma medida profundamente lesiva dos interesses gerais do Algarve, da mobilidade dos cidadãos e da atividade económica da região, contribuindo para o aumento das dificuldades das empresas, para a destruição de emprego e para o agravamento da sinistralidade rodoviária”.
 
O mesmo documento assume que, «a EN 125, não é alternativa à Via do Infante», isto porque, não tem características adequadas ao tráfego interurbano, em partes significativas do seu traçado, pelo que,  «é uma autêntica artéria urbana, com inúmeras rotundas, cruzamentos, semáforos e passadeiras de peões».
 
O PCP e a CDU dizem que não vão desistir desta «luta» até que o novo Governo, proceda à abolição das portagens em toda a extensão da Via do Infante e para todos os veículos.