Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Autores do "Lugar ao Sul" debateram descentralização de competências e regionalização em Castro Marim

Autores do "Lugar ao Sul" debateram descentralização de competências e regionalização em Castro Marim
Imprimir Partilhar por email
17-01-2020 - 07:41
A Casa do Sal, em Castro Marim, recebeu esta quarta-feira, alguns dos autores do Lugar ao Sul, numa tertúlia sobre a descentralização de competências e a regionalização.
 
"Lugar ao Sul" é um projeto de 2016 que reúne 16 autores e outros tantos convidados, unidos pela mesma paixão, o Algarve, e pela mesma vontade, refletir para um futuro melhor para a região.
 
Participaram nesta sessão, um painel de sete autores – Dinis Faísca, Gonçalo Gomes, Vanessa Nascimento, Filomena Sintra, Luís Coelho, Sara Luz e Bruno inácio-, moderados pelo jornalista João Tiago.
 
Estiveram também presentes autarcas locais, bem como o adjunto da Secretaria de Estado da Saúde, Francisco Martins.
 
Segundo reflete a Autarquia de Castro Marim em nota de imprensa, na tertúlia falou-se sobre os benefícios e eventuais prejuízos da regionalização para o Algarve, "considerando uma diversidade de áreas em que a descentralização de competências veio acentuar as assimetrias já avassaladoras entre os municípios com maior ou menor dimensão". Maioritariamente a favor da regionalização, o painel considerou no entanto que aquilo que se tem levado a cabo neste sentido "passou por uma descentralização de obrigatoriedades e de tarefas de execução, ignorando que a descentralização também passaria pela tomada de decisão, que continua na administração central".
 
«Foi arrojado o primeiro-ministro António Costa fazer esta descentralização 'em cima do joelho' e não acredito que isto seja possível até dia 1 de janeiro de 2021. O que seria da cultura, da solidariedade social, se não fosse os municípios?», declarou o presidente da câmara municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, referindo ainda que a atitude do Algarve em relação ao poder central tem sido de subserviência. «O Algarve sempre teve falta de um Alberto João Jardim», concluiu.
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Mulher morre em despiste e outras duas ficam feridas em Loulé

Mulher morre em despiste e outras duas ficam feridas em Loulé

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Fatacil já tem vários setores esgotados mas ainda há oportunidade para o comércio e indústria

Fatacil já tem vários setores esgotados mas ainda há oportunidade para o comércio e indústria

ver mais
 
Pedro Mota Soares nas Jornadas da Cáritas no Algarve

Pedro Mota Soares nas Jornadas da Cáritas no Algarve

ver mais
 
Concerto "Mulheres do Sul" assinala Dia Internacional da Mulher em Lagoa

Concerto "Mulheres do Sul" assinala Dia Internacional da Mulher em Lagoa

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio