Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Banco Alimentar:Algarvios contribuíram com mais 10 toneladas em relação a 2018

Banco Alimentar:Algarvios contribuíram com mais 10 toneladas em relação a 2018
Imprimir Partilhar por email
02-12-2019 - 20:49
Os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram este fim-de-semana mais de 2.100 toneladas de géneros alimentares, na campanha realizada em 2.000 superfícies comerciais de 21 regiões do país.
Prosseguem ainda ao longo da semana, até 8 de dezembro, a campanha "Ajuda Vale", nos supermercados, e a campanha online em www.alimentestaideia.pt.
 
No Algarve 2 mil voluntários deram a sua ajuda, em 141 lojas de todos os concelhos da região e também em dois armazéns.
 
Segundo o Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve, foi possível recolher 140 toneladas de alimentos, um valor superior em cerca de dez toneladas face ao ano passado.
 
Segundo a Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares contra a Fome, «não podemos deixar de sublinhar o papel dos voluntários, pessoas de todas as idades, com convicções políticas e religiosas diversas que, participando, lado a lado, contribuem de forma fraterna e solidária para uma sociedade mais justa e coesa», 
 
Isabel Jonet, salientou que «temos de agradecer aos milhares de doadores, aos voluntários, às empresas e entidades que apoiaram esta campanha, dando assim o seu grande contributo para que os Bancos Alimentares possam continuar a acudir a muitas pessoas necessitadas.»
 
Os géneros alimentares recolhidos serão distribuídos, a partir da próxima semana, a 2.400 Instituições de Solidariedade Social, que os entregam a cerca de 380 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confecionadas.
 
Isabel Jonet destaca ainda que é «muito importante e gratificante para todos os voluntários e para o Banco Alimentar poder contar com o apoio do Presidente da República, que dá assim destaque a esta rede social de carne e osso.»
 
Segundo dados divulgados recentemente pelo INE, mais de 2,2 milhões de pessoas estão em risco de pobreza em Portugal ou exclusão social (21,6% da população). Se fossem considerados apenas os rendimentos do trabalho, de capital e transferências privadas, 43,4% da população em Portugal estaria em risco.
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
António Miguel Pina responde a comunicado da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta

António Miguel Pina responde a comunicado da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Portimão inaugurou Pavilhão Desportivo da Boavista no dia em que o desporto foi "Rei"

Portimão inaugurou Pavilhão Desportivo da Boavista no dia em que o desporto foi "Rei"

ver mais
 
"Um Conto de Pernas P'ró Ar" na Re-Criativa República 14 em Olhão

"Um Conto de Pernas P'ró Ar" na Re-Criativa República 14 em Olhão

ver mais
 
Proteção Civil de Silves e Loulé recebeu formação sobre combate à Vespa Asiática em Montemor-o-Velho

Proteção Civil de Silves e Loulé recebeu formação sobre combate à Vespa Asiática em Montemor-o-Velho

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio