Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

BE questiona Governo por "péssimas condições de trabalho" no Instituto dos Registos e Notariado de Portimão e Lagos

BE questiona Governo por "péssimas condições de trabalho" no Instituto dos Registos e Notariado de Portimão e Lagos
Imprimir Partilhar por email
09-02-2019 - 13:55
João Vasconcelos e José Manuel Pureza pretendem saber se o Governo dispõe do levantamento atualizado das carências de equipamento informático e de uma atualização do existente nos serviços de registos e notariado, assim como do levantamento das carências e necessidades de requalificação do edificado em que se situam os serviços de registos e notariado.
 
Em comunicado os mesmos deputados bloquistas dizem querer saber, se o Governo tem uma programação das adaptações a implementar para garantir a privacidade do atendimento de todos os cidadãos nos serviços de registos e notariado.
 
Esta iniciativa surge na sequência das manifestações realizadas pelos trabalhadores do Instituto dos Registos e Notariado (IRN) nos dias 28 e 29 de janeiro, em Lagos e em Portimão, respetivamente, e em que o deputado algarvio João Vasconcelos marcou presença.
 
Para o Bloco, os motivos destas manifestações são conhecidos há bastante tempo e não há sinais de medidas concretas que visem resolver os problemas com que se debatem os trabalhadores do IRN, de forma a garantir um atendimento digno a toda a população.
 
As "péssimas condições de trabalho" relatadas pelos trabalhadores como a falta de privacidade no atendimento dos cidadãos em resultado do atendimento ser feito em locais com manifesta falta de espaço e sem uma adequada sala de espera; falta de condições de trabalho mínimas, como a falta de uma casa de banho para os trabalhadores na Conservatória de Portimão; completo desinvestimento nas conservatórias, chegando ao ponto de haver falta de papel higiénico, falta de papel ou equipamentos (como impressoras) avariadas há imenso tempo, sem que haja a respetiva reparação, é para o Bloco uma situação de "indiscutível gravidade, que vem há muito tempo sendo denunciada pelas organizações representativas dos trabalhadores deste setor".
 
Vasconcelos e Pureza consideram que a importância dos registos e notariado para as pessoas e para as empresas justifica que tais condições sejam "urgentemente superadas" e que se dotem os trabalhadores dos registos e notariado das condições estatutárias, remuneratórias e tecnológicas necessárias para um desempenho profissional adequado às exigências do tempo presente.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Partido Aliança nomeia Ramiro Cavaleiro para a concelhia de Loulé



-

PS Algarve saúda decisão da AMAL em reduzir custo dos transportes públicos



-

PCP “aplaude” redução tarifária de transportes públicos no Algarve mas ainda falta fazer mais



-

Passes sociais:PSD diz que proposta aprovada na AMAL é "excelente notícia para o Algarve"



-

PSD de Portimão quer parque canino, mais segurança e melhor mobilidade



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Algarve:Transportes públicos ainda mais baratos a partir de 1 de maio

Algarve:Transportes públicos ainda mais baratos a partir de 1 de maio

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sindicato da Hotelaria do Algarve envia queixa à Inspetora-Geral da Autoridade para as Condições no Trabalho

Sindicato da Hotelaria do Algarve envia queixa à Inspetora-Geral da Autoridade para as Condições no Trabalho

ver mais
 
 Ambiolhão promove campanha de desinfestação pela cidade e freguesias. Saiba mais aqui

Ambiolhão promove campanha de desinfestação pela cidade e freguesias. Saiba mais aqui

ver mais
 
Saiba onde é mais caro comprar casa no Algarve

Saiba onde é mais caro comprar casa no Algarve

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio