Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Bloco de Esquerda questiona Governo sobre assoreamento da barra de Tavira e o local de despejo de lamas provenientes da dragagem do Rio Gilão

Bloco de Esquerda questiona Governo sobre assoreamento da barra de Tavira e o local de despejo de lamas provenientes da dragagem do Rio Gilão
Imprimir Partilhar por email
10-01-2019 - 16:35
O Bloco de Esquerda dirigiu duas perguntas escritas ao Governo sobre o "cada vez maior assoreamento da barra de Tavira e sobre o local de despejo das lamas provenientes da dragagem do Rio Gilão".
 
Em comunicado enviado à comunicação social, o BE avança que as perguntas foram elaboradas pelos parlamentares João Vasconcelos, Carlos Matias, e Jorge Costa, e dirigidas quer à Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino quer ao Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, tendo incidido na "urgência" de saber se o Governo vai atuar no sentido de realizar dragagens de fundo, envolvendo a barra de Tavira e os canais adjacentes, assim como conhecer qual o plano de dragagens previsto para toda a Ria Formosa.
 
Para João Vasconcelos, deputado eleito pelo Algarve, a situação "desespera as comunidades piscatórias de Tavira, Santa Luzia e Cabanas, com a barra de Tavira a ser frequentemente encerrada, o que impede a saída de embarcações de pesca, algo que bastante prejudicial a toda a atividade piscatória local, assim como às turístico-marítimas, seja na medida em que coloca em perigo as embarcações, como, mais grave, na segurança das tripulações e dos passageiros".
 
Segundo os deputados bloquistas, o desassoreamento da barra de Tavira e dos canais de navegação adjacentes - de Santa Luzia e Cabanas - de forma adequada e eficaz, "têm vindo a ser sucessivamente adiados pelo Governo o que conduziu a um bloqueio quase total da barra".
 
Na mesma iniciativa parlamentar, os parlamentares questionaram ainda o executivo liderado por António Costa sobre se irá proceder à correta reposição das lamas provenientes das dragagens realizadas no Rio Gilão, em Tavira, que de acordo com o BE, "estão a ser depositadas a menos de 1 milha da costa e logo à saída da barra de Tavira, o que, e segundo a Associação de Pescadores e Armadores do Sotavento Algarvio irá contribuir para o assoreamento futuro da barra".
 
Por outro lado, e ainda segundo este coletivo, as embarcações mais pequenas não poderão pescar nos locais onde foram depositadas as lamas, tratando-se de bons pesqueiros.
 
Os deputados lembram que a Assembleia da República aprovou em outubro de 2017 a Resolução n.º 239 que recomenda ao Governo que "promova e consequentemente concretize, em conjunto com a comunidade científica, comunidades piscatórias e associações de promoção da segurança no trabalho marítimo, estudos e ações concretas para solucionar, de forma robusta, o problema do assoreamento nos diversos portos de pesca nacionais onde o problema ocorre ciclicamente", pelo que exigem o seu cumprimento por parte do executivo.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

PCP denuncia possível encerramento da estação de correios de Aljezur



-

PCP “volta à carga” sobre incêndio de Monchique



-

Bloco de Esquerda espera que Autarquia de Castro Marim e Administração da Novbaesuris "superem diferendos"



-

PCP “conta história atribulada” do Tribunal da Relação de Faro



-

PS:Autarquia de Albufeira aprova apoio às escolas do concelho



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
ASAE leva Segurança Alimentar à Biblioteca Municipal de Faro

ASAE leva Segurança Alimentar à Biblioteca Municipal de Faro

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Liga NOS:Portimonense foi ao Bessa vencer por 2-0 (C/VÍDEO)

Liga NOS:Portimonense foi ao Bessa vencer por 2-0 (C/VÍDEO)

ver mais
 
Nadadora de Faro bate recorde europeu

Nadadora de Faro bate recorde europeu

ver mais
 
PCP denuncia possível encerramento da estação de correios de Aljezur

PCP denuncia possível encerramento da estação de correios de Aljezur

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio