Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?
Imprimir Partilhar por email
É comum dizer-se que “o texto está mal pontuado”, que se dão imensos erros a utilizar a vírgula”, mas pouco se fala nos motivos pelos quais se dão “tantas calinadas na pontuação em português!”
 
Para facilitar a tarefa, suportamo-nos do conhecimento do prof. André Gazola que tenta explicar as quatro regras básicas para utilizar corretamente este sinal de pontuação.
 
Num primeiro momento, já deve ter ouvido dizer que, a vírgula se usa para marcar uma pausa, mas isso não é correcto, pois cada pessoa fala de uma forma diferente, o que dá lugar a paragens em locais distintos num mesmo texto.
 
Na realidade, não podemos, simplesmente, decidir onde colocar uma vírgula, já que isso é retirar-lhe o valor e arriscar demasiado!
 
Existem algumas regras para o uso da vírgula baseadas na gramática, pelo que não há que enganar.
 
1.USAR A VÍRGULA PARA SEPARAR ELEMENTOS QUE SE PRETENDE LISTAR 
 
Veja esta frase:
 
João Maria Ricardo Pedro e Augusto foram almoçar.
 
Note que os nomes das pessoas poderiam ser separados numa lista:
 
Foram almoçar:
João
Maria
Ricardo
Pedro
Augusto
 
Isso significa que devem ser separados por vírgula na frase original:
 
João, Maria, Ricardo, Pedro e Augusto foram almoçar.
 
Note que antes de “e Augusto” não tem vírgula.
 
Regra geral, não se usa vírgula antes de "e". Há um caso específico que explicarei adiante.
 
Um outro exemplo:
 
A sua fronte, a sua boca, o seu riso, as suas lágrimas enchem-lhe a voz de formas e de cores... (Teixeira de Pascoaes)
 
2.USE A VÍRGULA PARA SEPARAR EXPLICAÇÕES QUE ESTÃO NO MEIO DA FRASE
 
Explicações que interrompem a frase são mudanças de pensamento e devem ser separadas por vírgula. Exemplos:
 
Mário, o jovem que traz o pão, não veio hoje.
 
Dá-se uma explicação sobre quem é Mário.
 
Eu e tu, que somos amigos, não devemos guerrear.
 
O trecho sublinhado explica algo sobre "eu e tu", portanto deve estar entre vírgulas. A classificação do trecho seria oração adjectiva explicativa.
 
3.USE A VÍRGULA PARA SEPARAR O LUGAR, O TEMPO OU O MODO QUE VIER NO INÍCIO DA FRASE
 
Quando um tipo específico de expressão — aquela que indica tempo, lugar, modo e outros — iniciar a frase, usa-se vírgula. Noutras palavras, separa-se o adjunto adverbial antecipado. Exemplos:
 
Lá fora, o sol está de rachar!
 
"Lá fora" é uma expressão que indica "lugar". Um adjunto adverbial de lugar.
 
Na semana passada, todos vieram jantar aqui em casa.
 
"Na semana passada" indica tempo. Adjunto adverbial de tempo.
 
De um modo geral, não gostamos de pessoas estranhas.
 
"De um modo geral” é sinónimo de "geralmente", adjunto adverbial de modo, por isso tem vírgula.
 
4.USE A VÍRGULA PARA SEPARAR ORAÇÕES INDEPENDENTES
 
Orações independentes são aquelas que têm sentido, mesmo estando fora do texto. Já vimos um tipo dessas, que são as orações coordenadas assindéticas, mas também há outros casos. Vamos ver os exemplos:
 
Acendeu um cigarro, cruzou as pernas, estalou as unhas, demorou o olhar em Mana Maria.
 
Neste exemplo, cada vírgula separa uma oração independente. Elas são coordenadas assindéticas.
 
Eu gosto muito de chocolate, mas não posso comer para não engordar.
Eu gosto muito de chocolate, porém não posso comer para não engordar.
Eu gosto muito de chocolate, contudo não posso comer para não engordar.
Eu gosto muito de chocolate, no entanto não posso comer para não engordar.
Eu gosto muito de chocolate, entretanto não posso comer para não engordar.
Eu gosto muito de chocolate, todavia não posso comer para não engordar.
 
Antes de todas essas palavras, chamadas de conjunções adversativas, tem vírgula.
 
Agora só faltam mais dois pontos importantes:
 
Quando se usa vírgula antes de “e”?
 
Vimos em cima que, regra geral, não se usa vírgula antes de "e". Há só um caso em que se usa vírgula, que é quando a frase depois do "e" fala de uma pessoa, coisa, ou objecto (sujeito) diferente da que vem antes dele. Assim:
 
O sol já ia fraco, e a tarde era amena.
 
Note que a primeira frase fala do sol, enquanto a segunda fala da tarde. Os sujeitos são diferentes. Portanto, usamos vírgula. Outro exemplo:
 
A mulher morreu, e cada um dos filhos procurou o seu destino.
 
O mesmo caso, a primeira oração diz respeito à mulher, a segunda aos filhos.
 
Existem casos em que a vírgula é opcional?
 
Existe um caso. Lembra-se do item 3, em cima? Se a expressão de tempo, modo, lugar etc. não for uma expressão, mas sim uma palavra só, então a vírgula é facultativa. Vai depender do sentido, do ritmo, da velocidade que se quer dar à frase. Exemplos:
 
Depois vamos sair para jantar.
Depois, vamos sair para jantar.
 
Geralmente gosto de almoçar no 'shopping'.
Geralmente, gosto de almoçar no 'shopping'.
 
Na semana passada, todos vieram jantar aqui em casa.
Na semana passada todos vieram jantar aqui em casa.
 
Note que este último é o mesmo exemplo do item 3. Vê como sem a vírgula a frase também fica correcta? Mesmo não sendo apenas uma palavra, dificilmente algum professor irá considerar um erro se o aluno omitir a vírgula.
 
Não se usa a vírgula!
 
Com as regras acima, pode ter a certeza de que vai acertar 99% dos casos em que precisará da vírgula. Um erro muito comum que vejo é gente separar sujeito e predicado com vírgula.
 
Forma errada:
João, gosta de comer batatas.
Alice, Maria e Luísa, querem ir para a escola amanhã.
 
Forma certa:
João gosta de comer batatas.
Alice, Maria e Luísa querem ir para a escola amanhã. 
A partir de agora, vamos acertar na utilização das virgulas?
 
Boa sorte!
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(87381)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37134)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(19175)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(13974)

Não podemos viver sem amor

(11984)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(10983)

A mentira: um mal necessário

(9146)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9040)

Idade não traduz maturidade

(8824)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8328)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8277)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8004)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(6795)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5713)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5595)

É Demissexual?

(5340)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5291)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(5139)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5096)

A “ciência” do aperto de mão

(4711)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4705)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4664)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4647)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4522)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4470)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(4455)

O poder das ervas aromáticas

(4426)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4335)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4235)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4222)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4166)

A família é a base do sucesso escolar

(4121)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4050)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4044)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4041)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4017)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4016)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4006)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3989)

O que muda na mulher aos 40?

(3942)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3839)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3815)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3734)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3635)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3630)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3617)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3607)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3549)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3526)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3523)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Covid.19: 4º óbito no Algarve registado no Hospital de Portimão

Covid.19: 4º óbito no Algarve registado no Hospital de Portimão

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Há 16 profissionais de saúde infetados no Algarve

Há 16 profissionais de saúde infetados no Algarve

ver mais
 
Município de Silves prorroga encerramento dos serviços e suspensão de prazos processuais

Município de Silves prorroga encerramento dos serviços e suspensão de prazos processuais

ver mais
 
Comércio de Albufeira não vai pagar taxas de publicidade nos próximos três meses

Comércio de Albufeira não vai pagar taxas de publicidade nos próximos três meses

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio