Economia

Câmara de Castro Marim anuncia concurso público para mais 1.000 camas turísticas no interior do concelho

 
A Câmara de Castro Marim quer valorizar a zona interior do concelho através da construção de um Núcleo de Desenvolvimento Turístico (NDT) na Unidade Territorial do Baixo Guadiana, com a capacidade máxima de alojamento de 1000 camas.

Em nota enviada às redações, a Câmara explica que a ocupação das 1000 camas atribuídas ao município pelo Plano Regional de Ordenamento do Território (PROT) do Algarve, está agora em concurso público podendo incluir diversas modalidades de alojamento, serviços e equipamentos desportivos, culturais e de lazer.
 
A valorização e sustentabilidade ambiental é o critério de avaliação mais valorizado nas propostas (40%), seguido da qualificação urbanística (30%) e do desenvolvimento económico e social (30%). 
 
A entidade sublinha que os projetos «devem integrar os valores naturais e ecológicos do território Baixo Guadiana, investindo nas oportunidades que decorram da localização do investimento, mas assegurando o respeito pela fauna e flora locais, pela água, atmosfera, solo, energia, paisagem ou património cultural». 
 
Todo o procedimento respeitará o regulamento do Plano Diretor Municipal (PDM) de Castro Marim.