Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
“Chave” para ter mais sucesso na vida
Imprimir Partilhar por email
“A Fórmula da Felicidade” de Stefan Klein, é uma obra inspiradora cuja leitura pode ajudar a compreender melhor o quanto é simples ser feliz e ter mais sucesso no dia a dia.
 
Suportado por diversos apontamentos científicos, o autor não tem dúvidas de que, para ser feliz é preciso saber identificar aquilo que nos faz bem e, ao mesmo tempo, conseguir controlar e entender aquilo que nos perturba.
 
Nesta viagem pelo conhecimento atual, o autor não tem dúvidas de que o ambiente é, por si só, um factor gerador de felicidade, isto porque, ao sabermos com quem e como nos sentimos bem, procuramos as melhores companhias, as atividades mais ajustadas aos nossos interesses e a renovação das sensações positivas.
 
Quem lê este livro fica com a sensação de que é muito fácil encontrar um novo estilo de vida, basta que nos conheçamos bem, que saibamos aquilo de que gostamos e o que queremos para que possamos encontrar as “pessoas certas” que nos possam alimentar esses desejos.
 
No fundo, a felicidade e o sucesso residem na procura dos locais e das pessoas que nos ajudam a concretizar os nossos sonhos. Se temos uma boa família, se existe um bom entendimento entre o casal e harmonia com os filhos, mais facilmente essa beleza e bem-estar ganham dimensões. A partir dessa base, procuramos os amigos que vão ao encontro desse equilíbrio, o emprego flui melhor, tal como as demais relações à nossa volta são harmoniosas. Se pelo contrário, tudo está mal na nossa vida, acabamos por só atrair fracassos e tristeza. Aqui percebe-se logo que o segredo é orientar o nosso cérebro para o plano positivo. Estou bem com o meu relacionamento, educo os meus filhos em harmonia, com regras e respeito, então posso idealizar um melhor emprego porque encontro a compreensão no meu seio familiar e vou para a sociedade “reforçado” por esses bons sentimentos.
 
Quando tenho dificuldades converso com os meus familiares ou algum amigo mais próximo, mas resolvo os meus problemas com as pessoas certas. Não perco tempo com pessoas que me vão dar uma perspetiva destrutiva do que sou e do que faço. Procuro compreensão porque também sou capaz de a fornecer a quem amo.
 
Confio na pessoa que está ao meu lado, que tem o mesmo projeto de vida do que eu, é adulta como eu, quando tenho algum problema resolvo-o dentro de casa. Não falo da minha vida no exterior e acabo por não arrastar os meus problemas porque vou ao centro da questão para a solucionar. Aquilo que não se resolve, procuro entender e aceitar.
 
Estou aborrecido, escrevo um pouco sobre o que se passa e conto o sucedido à pessoa com quem partilho a minha vida e que sei que, tal como eu, me ama. Confio e sei que, pouco depois, fazemos algo que nos ajude a superar o problema.
 
Basicamente, para ter sucesso na vida é preciso encontrar a linha desse sucesso, o plano positivo que nos conduz a ele.
 
Tento seguir essa linha e treinar o meu cérebro para seguir esse rumo. Quando algo de negativo se me atravessa no caminho, pondero sem reagir automaticamente, pois não quero alimentar dentro de mim esses sentimentos destrutivos. Penso friamente e pondero até que ponto vale a pena fazer alguma coisa. Afinal, era só alguém que estava nervoso no trânsito e eu já me sei controlar, pois percebo que a vida urbana é assim e que há sempre alguém que se descontrola. Observo e sigo o meu percurso. É esta atitude que nos ajuda a não desenvolver sentimentos negativos dentro de nós.
 
Quando se diz que nos devemos afastar de pessoas tóxicas é mesmo para evitar receber essa negatividade que depois temos de ter o trabalho de controlar quando basta evitar. Se eu sei que, naquela esplanada estão muitas pessoas a falarem alto e que isso não me descontrai depois de um dia de trabalho, opto por algo mais tranquilo e ajustado ao que pretendo, este é o segredo para tudo na nossa vida: saber lidar com as mais variadas situações de forma isenta para que possamos pensar antes de agir e de reagir. No fundo, o que queremos é um estilo de vida mais tranquilo, sereno e capaz de nos ajudar a refletir para sermos cada vez melhor sucedidos e felizes. Não queremos ambientes violentos e agressivos de qualquer tipo, por isso, devemos proteger-nos e seguir outro caminho.
 
Apesar de ser mais fácil educar na infância em que todo o organismo está mais recetivo, está provado que podemos alterar os nossos comportamentos e pensamentos ao longo de toda a vida, por isso, apesar de demorar um pouco mais de tempo, vale a pena treinar o nosso cérebro para um estilo de vida mais feliz e consciente das nossas potencialidades e limites. Treinamos o cérebro como se treinam os músculos, para que estejamos em forma. É um exercício diário e que implica algum esforço, mas que compensa se pensarmos na pessoa que já fomos e na que queremos ser. Dar mais ênfase ao melhor que temos, traduz tirar mais partido dessas pontencialidades e, aos poucos, vamos perdendo as particularidades que nos impediam de ter uma perspetiva mais positiva da vida.
 
É preciso aceitar que, o nosso cérebro tem ao seu dispor tantos conteúdos positivos como negativos, pelo que cabe a cada um de nós a escolha do que queremos enfatizar. Optar pelo plano positivo não é suprimir totalmente o negativo, mas sim dar mais força ao positivo.
 
Se quiser descomprimir, tenho de procurar a atividade que me conduz a essa descontração. Se quero aprender, tenho de me focar naquilo que me ajuda a saber mais, se quero viver mais momentos de felicidade, tenho de saber aquilo que me faz bem e ter mais sensações positivas do que negativas, se quero saborear um bom alimento, tenho de conhecer o seu sabor e daí por diante. O conhecimento é a chave para o sucesso. Se quero ser bom profissional, tenho de saber o perfil dos bons profissionais na minha área e devo cumprir um conjunto de requisitos.
 
É importante saber que, as escolhas são nossas e da nossa responsabilidade. Se não me sinto bem, tenho de ser eu a procurar a solução, pois sou eu que sinto e que quero estar melhor.
 
Se quero manter uma boa relação com quem amo, ambos temos de encontrar os nossos pontos de equilíbrio e de felicidade. Se quero ter filhos cumpridores das regras, tenho de me dedicar a ensinar-lhes o que precisam de saber e, estar disponível para os ajudar nesse percurso. Tenho de ser exigente e rigoroso, mas também capaz de elogiar aquilo que de bom acontece ou se faz. Comece por ser assim consigo mesmo e, tudo vai fluir à sua volta porque se irá rodear de quem lhe devolve os mesmos sentimentos e comportamentos. Faça escolhas ajustadas a si e à sua família e liberte-se o mais possível de pensamentos negativos. Tem tudo na mão para ter sucesso na vida!
 
Já agora, é importante saber claramente o que é o sucesso na vida para si, pois isso facilita a tarefa de o encontrar.
 
Fátima Fernandes
 
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Descubra o que vai mudar na 38ª Concentração de Faro

Descubra o que vai mudar na 38ª Concentração de Faro

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Este domingo os veraneantes são convidados a limpar a Ria

Este domingo os veraneantes são convidados a limpar a Ria

ver mais
 
PAN questiona autarquia de Olhão acerca de gatos abandonados

PAN questiona autarquia de Olhão acerca de gatos abandonados

ver mais
 
 Famílias convidadas ao programa de Ciência Viva no Verão no Algarve. Saiba mais aqui

Famílias convidadas ao programa de Ciência Viva no Verão no Algarve. Saiba mais aqui

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio