Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Com apenas 5 regras, o seu filho pode ter um futuro (muito) melhor
Imprimir Partilhar por email
Os pais dizem que querem um futuro melhor para os seus filhos e, é isso que faz a diferença entre ser bom ou mau pai.
 
Querer um futuro melhor para os nossos filhos é a base de quem se dedica à promoção do desenvolvimento sadio de uma criança que será um adulto amanhã, nesse sentido, listamos 5 regras que vão seguramente ajudá-lo nessa árdua, mas entusiasmante tarefa.
 
A base de tudo, é o planeamento na educação. Pais que têm planos arrojados para os seus filhos, estão a fazê-los acreditar mais nas suas capacidades e a abrir portas para que sejam bons cidadãos, cumpridores das regras sociais, autónomos, responsáveis, inteligentes e trabalhadores.
 
É fundamental antes de tudo, ter em conta que, em vez de colocarmos pressão nos nossos filhos para que sejam aquilo que os pais não conseguiram, devemos sim prepará-los para serem a continuidade do que se conseguiu. A educação no sentido positivo faz com que a criança, o jovem e o adulto acreditam mais em si mesmos e que sintam que vale a pena ser boa pessoa e estar integrado socialmente.
 
1- A primeira regra assenta na importância de manter a mente e o corpo saudáveis.
 
“Corpo ativo na infância, adulto saudável”. Permitir que o seu filho pule, salte e brinque com crianças da sua idade, num ambiente saudável, é um investimento que garante a saúde física e mental de qualquer indivíduo.
Para além do exercício físico, estas atividades promovem o convívio entre pares, a aprendizagem conjunto e a aquisição de capacidades relacionais. As crianças e jovens afinam as suas emoções e ficam muito melhor preparados para enfrentar as demais tarefas e exigências diárias.
 
2- A criança e jovem que tem hobbies saudáveis também faz toda a diferença no adulto de amanhã.
 
Pais que promovem saídas culturais com os seus filhos, estão a abrir-lhes portas para que sejam muito mais felizes e equilibrados. Visitar um museu, apreciar uma exposição, ler um livro à noite antes de deitar, viajar, realizar tarefas que estimulem a mente são importantes benefícios para os seus filhos. Se a criança ou jovem poder integrar um grupo que o incentive, será um reforço. Uma boa sugestão são os grupos de escoteiros por exemplo.
 
3. Promova a empatia na relação com o seu filho
 
Ensinar como os nossos filhos podem se dar bem no futuro é importante, mas também temos de nos preocupar em criar adultos que vão fazer bem à sociedade. É por isso que eles devem ser ensinados desde pequenos a nunca perseguir os colegas na escola e optar por fazer amizades e relações baseadas na tolerância e compreensão.
O segredo é, em casa, ensinar o seu filho a praticar boas ações e permitir que ele se sinta bem com isso. Peça-lhe ajuda para realizar certas tarefas, incentive-o a ajudar os outros. A empatia é fundamental para a cidadania. Se o seu filho for capaz de se colocar no lugar do outro, certamente que não será um adulto violento.
 
4. Dar tarefas é criar adultos responsáveis no futuro
 
Como reforço do ponto seguinte, é fundamental chamar o seu filho às responsabilidades desde cedo. Uma criança que é organizada nas suas tarefas, será certamente um adulto responsável no futuro. Ensine-o a arrumar os seus brinquedos, peça-lhe ajuda para limpar e arrumar o quarto, deixe-o colocar os pratos na mesa, ajudar a fazer um doce ou um prato de simples confeção. Este é um passo importante para que ele seja trabalhador e cada vez mais responsável e até habilidoso, já que pratica um conjunto de atividades.
 
5. Ensinar lições de economia cria adultos controlados
 
Vivemos numa sociedade em que a palavra “comprar” está na ordem do dia. Uma boa forma de limitar esse desejo de comprar tudo e a toda hora é ensinar o valor do dinheiro aos mais novos. Oferecer um mealheiro à criança é um passo importante para o ensinar a gerir as suas economias. Uma mesada também pode ser uma excelente ideia, já que a criança guarda o seu dinheiro, tem de o gerir para comprar aquilo que pretende. Esta tarefa exige que os pais expliquem sempre que necessário e que ajudem a criança a controlar o dinheiro, mas aos poucos, será ela mesma que vai contar as moedas e as notas e saber quando tem o dinheiro necessário para comprar aquilo que deseja. Diga com regularidade o preço das coisas e faça-o perceber o que é que pode comprar com o dinheiro que tem. Este é um exercício que vale a pena realizar com frequência.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86620)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36465)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16657)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(13003)

Não podemos viver sem amor

(11560)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(10013)

A mentira: um mal necessário

(8686)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8486)

Idade não traduz maturidade

(8121)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7784)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7746)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6851)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5264)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5175)

É Demissexual?

(4953)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4931)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4734)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4341)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4253)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4234)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(4164)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(4080)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4079)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4053)

O poder das ervas aromáticas

(3999)

A “ciência” do aperto de mão

(3953)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3840)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3821)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3749)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3722)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3696)

A família é a base do sucesso escolar

(3695)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3679)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3668)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3654)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3649)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3639)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3604)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3548)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3502)

O que muda na mulher aos 40?

(3454)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3452)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3367)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3284)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3251)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3217)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3190)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3169)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3147)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3147)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Louletana sagra-se Campeã do Mundo de Acordeão aos 12 anos de idade

Louletana sagra-se Campeã do Mundo de Acordeão aos 12 anos de idade

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Monchique Resort & Spa organiza prova de trail na serra com cariz solidário

Monchique Resort & Spa organiza prova de trail na serra com cariz solidário

ver mais
 
“Património Cultural Imaterial - o olhar Antropológico” será apresentado em Albufeira

“Património Cultural Imaterial - o olhar Antropológico” será apresentado em Albufeira

ver mais
 
Campeões de Petanca recebem voto de louvor do Município de São Brás de Alportel

Campeões de Petanca recebem voto de louvor do Município de São Brás de Alportel

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio