Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Concelho de Silves unido em torno da "Rota da Laranja"

Imprimir Partilhar por email
07-02-2020 - 16:17
O Município de Silves apresentou hoje a “Rota da Laranja”, que promove o concelho e a marca criada para esse efeito – "Silves Capital da Laranja".
 
O projeto inclui património histórico, adegas, gastronomia, experiências de apanha de laranja e visita a pomares e a instalações de embalamento, com a ajuda de uma aplicação (APP) onde o visitante poderá descobrir tudo o que esta Rota tem para oferecer. 
 
Trata-se de mais uma proposta que vai ao encontro da estratégia da autarquia de valorizar a laranja, ou não fosse o concelho de Silves aquele que concentra 60% da produção de citrinos no Algarve e 40% a nível nacional. 
 
Além do mais, a "Rota da Laranja" complementa a marca e os eventos criados em torno da mesma, nomeadamente a Mostra Silves Capital da Laranja e o Fim de Semana com Sabor a Laranja, que ocorrem todos os anos em fevereiro.
 
Convida à descoberta do concelho, não só através da produção de citrinos, cruzando a história, cultura, alojamento, transportes, itinerários, saberes e sabores da serra ao mar.
 
Autarca de Silves plantou a laranjeira "Rota da Laranja" na Quinta Santo Estevão
 
A aplicação - Rota da Laranja - permite ainda ao visitante ter autonomia sobre aquilo que pretende fazer ou visitar. Uma das grandes novidades é que com esta APP há ainda a possibilidade de poder experimentar oito pontos de realidade aumentada (ativados ou através de QR code, ou de georreferenciação ou de mobiliário específico), em localidades diferentes do concelho.
 
No site do Município, está também um planeador de viagem (Travel Planner), onde poderá verificar todas as possibilidades que este projeto oferece e planear a sua visita, atendendo ao tempo disponível para visitar, meio de transporte, ou o orçamento disponível.
 
Poderá fazer uma visita a uma unidade de produção, receber informação sobre todo o processo ligado à laranja, colher o fruto ou comprá-lo, a um preço muito em conta, se comparármos com os preços praticados no mercado corrente. Além do mais, ainda poderá saborear a diferença de uma verdadeira laranja de Silves.
 
Rosa Palma referiu que o objetivo é mostrar às pessoas, «aquilo que de mais genuíno existe no nosso território e quisemos que todo o concelho estivesse envolvido, e que o 'chapéu' fosse a Rota da Laranja».
 
Segundo a Presidente da Câmara de Silves, não se trata de destacar só a laranja «que já fala por si» mas o território no seu todo e as pessoas que o habitam «porque é possível contar histórias sobre a laranja da serra ao mar».
 
Para a autarca, a parte mais importante deste projeto «é que as pessoas possam experienciar a apanha da laranja, mas também perceberem o território, as suas tradições e os costumes, o saber receber, potenciando a economia local».
 
A experiência inclui a fase da produção da laranja, o processamento e transformação e o consumo. Outros objetivos prendem-se com a diversificação turística, posicionar o produto no turismo sustentável, valorizar os produtos regionais, preservar o património imaterial, permitir a coesão territorial ou atenuar os efeitos da sazonalidade.
 
Ao Algarve Primeiro, Hélder Nogueira - Técnico de Turismo da Divisão de Cultura, Turismo e Património da Câmara de Silves, avançou que a Rota arranca com 11 produtores, entre os que permitem a experiência da apanha, a visita ao pomar ou à sua unidade fabril, sendo que alguns deles acumulam estas funções. Para já há 67 aderentes para a fase inicial, no entanto, «o projeto é evolutivo, estando já identificados perto de 100 alvos a integrar a Rota».
 
O responsável vincou que a "Rota da Laranja" é acima de tudo um projeto que reúne toda a oferta turística que existe no concelho, «depois em torno da laranja aparece tudo aquilo que tem potencial turístico para ser visitado».
 
Entre alguns requisitos que os aderentes deverão ter, Hélder Nogueira aponta que «muitos negócios e produtores não estão virados para a vertente turística, porque o seu foco é outro, mas a autarquia está disponível para dar formação e apoio a esses negócios, para que estejam capacitados a receber turistas, como a fluência em alguns idiomas ou estruturas de acolhimento ao turista». Cabe também ao Município, a gestão da rede de aderentes e a sua monitorização.
 
 
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Profissionais da Cultura manifestam-se em Faro por medidas urgentes

Profissionais da Cultura manifestam-se em Faro por medidas urgentes

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Maddie: Alemão suspeito alvo de cinco pedidos de cooperação judiciária internacional

Maddie: Alemão suspeito alvo de cinco pedidos de cooperação judiciária internacional

ver mais
 
Município de Portimão vai transformar Estação Salva-vidas de Alvor em espaço museológico “dinâmico”

Município de Portimão vai transformar Estação Salva-vidas de Alvor em espaço museológico “dinâmico”

ver mais
 
Profissionais da Cultura manifestam-se em Faro por medidas urgentes

Profissionais da Cultura manifestam-se em Faro por medidas urgentes

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio