Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Conheça os 10 tipos de pessoas que fazem mal à saúde
Imprimir Partilhar por email
Todos sabemos que as pessoas com quem convivemos influenciam o nosso estado de espírito e qualidade de vida.
 
Não é por acaso que nos sentimos muito bem perto de algumas pessoas e, há outras que nos provocam um mau-estar tão grande que só nos apetece provocar o afastamento.
 
Somos todos diferentes uns dos outros e, por isso temos necessidades distintas, ainda assim, a Revista Mais Saúde resumiu os perfis mais conhecidos como sendo tóxicos para a nossa saúde em geral, por isso, esteja atento e saiba colocar nos devidos lugares quem se lhe apresentar com uma destas performances.
 
1 – O tipo de pessoa que gosta de uma fofoca ou de falar sobre os outros:
 
A pessoa que apresenta este perfil, não é boa companhia! Este tipo de pessoas quer saber mais acerca da vida dos outros para se divertir com a desgraça alheia. É incapaz de ajudar quando um amigo tem um problema porque o quer ver mesmo mal. Este tipo de pessoa, pode ser homem ou mulher, gosta de julgar, de avaliar, de condenar os outros para se sentir superior. Na realidade, tem problemas de auto-estima, mas quer combate-los descarregando sobre aqueles que o rodeiam. Estas pessoas não têm sentimentos e acabam por falar, na maioria das vezes, sem conhecimento de causa, sem fundamento, apenas pelo prazer de levar e trazer informação destrutiva para alguém. O seu cérebro alimenta-se desse “veneno” para viver.
 
A solução é afastar-se desse tipo de pessoa, pois hoje ela fala de alguém, amanhã é você o alvo das conversas!
 
2 – A pessoa temperamental:
 
Todos nós temos emoções diferentes ao longo do dia, mas algumas pessoas não conseguem lidar com o que sentem e, por causa disso, atacam outras pessoas sem o mínimo autocontrole. Estar na companhia desse tipo de gente é sempre desagradável, e ninguém gosta de viver com medo desses rompantes de fúria, que podem acontecer a qualquer momento.
 
3 – A vítima:
 
Esse tipo de pessoa é mais difícil de identificar.
 
Por norma, este tipo de pessoa gera empatia com relativa facilidade, mas em pouco tempo, acaba por enrolar os outros nos seus problemas, nos seus dramas e chamadas de atenção.
 
Este tipo de pessoas reclama sempre do mesmo, porque já se habituou a falar dos seus problemas com todas as pessoas que encontra na vida, razão pela qual não altera o comportamento, muito menos resolve os seus problemas para se libertar daquilo que diz causar-lhe sofrimento. Usa esses dramas para ser o centro das atenções e manipular os outros. Perde a força quando a outra pessoa deixa de ser a mera ouvinte e começa a falar também dos seus problemas. Nesse caso, normalmente afasta-se.
 
4 – A pessoa “autoabsorvida”:
 
Este é o tipo de pessoa que passa completamente ao lado das outras na maior parte das situações. Está sempre envolvida nos seus pensamentos e não liga a ninguém. Não cria qualquer tipo de relação ou ligação com os outros.
 
5 – A invejosa:
 
É aquela criatura que está sempre a comparar-se com outras pessoas e a procurar ter o que os outros têm. Estas pessoas querem o que é dos outros e consideram que, “se tivessem o mesmo” seriam muito melhores do que os outros! Essa é a razão pela qual querem tudo até à exaustão e, não são só bens materiais, são também traços de personalidade que são cobiçados, casamento e daí por diante. O afastamento deste tipo de pessoas é a solução, já que, mais cedo ou mais tarde, isto vai gerar conflitos, por vezes, perigosos.
 
6 – O manipulador:
 
É aquele cidadão que dá um jeitinho para conseguir sempre tudo o que quer, que enche alguém de elogios antes de pedir um favor, que faz chantagem emocional, que coloca uma pessoa contra a outra e que sempre, sempre consegue o que quer. Estas pessoas são um verdadeiro perigo em sociedade e, ainda mais nas relações interpessoais, pois onde elas estão, há conflitos seguramente, há interesses e falsas palavras e/ou promessas.
 
7 – Os dementadores:
 
Quando JK Rowling criou os dementadores,  pensou naquelas pessoas que, quando entram numa sala, roubam a energia do local, ou seja: pessoas altamente negativas. São aqueles pessimistas que nunca dizem nada positivo, que se fecham em si mesmas e não ligam a ninguém, que só pensam no lado mau da realidade e, ainda se dão ao luxo de produzir profecias para destruir a vida de quem os escuta, pois dizem tantas coisas más que, uma ou outra acaba por acertar em cheio no outro. É importante estar longe deste tipo de influencia!
 
8 – O sádico:
 
Por mais bizarro que pareça, algumas pessoas são maldosas a ponto de se sentirem satisfeitas quando sabem que alguém se deu mal. Desfrutar da dor e da miséria das outras pessoas é, certamente, uma forma cruel de levar a vida, e com certeza você não precisa de gente assim por perto. Ao reconhecer que alguém se diverte com o sofrimento de quem quer que seja, o melhor que tem a fazer é se afastar dessa pessoa.
 
9 – O juiz:
 
As pessoas têm sempre o direito de concordar ou não com alguma coisa e, quando discordam, devem fazer isso de forma sensata e educada. Aquela criatura que dita regras e julgamentos sobre a vida alheia, como se estivesse sempre com a razão, é geralmente incapaz de conviver com o que é diferente dela e, esse tipo de gente é das mais fáceis de dispensar.
 
10 – O arrogante:
 
Não desperdice o seu tempo com gente arrogante. Para esse tipo de pessoa, tudo o que possa fazer é um desafio pessoal, e, psicologicamente falando, a arrogância nada mais é do que uma falsa confiança. Qualquer coisa falsa uma hora ou outra é descoberta, e por trás do arrogante há sempre alguém com baixa auto-estima e muita insegurança. A solução é não ir muito para além do mero cumprimento e formalidade pontual, já que tudo o que acrescentar a isso, é tempo perdido.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86609)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36447)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16579)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(12984)

Não podemos viver sem amor

(11549)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(9994)

A mentira: um mal necessário

(8673)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8470)

Idade não traduz maturidade

(8084)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7768)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7735)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6825)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5235)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5163)

É Demissexual?

(4946)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4920)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4720)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4330)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4245)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4226)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(4148)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4067)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(4066)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4042)

O poder das ervas aromáticas

(3984)

A “ciência” do aperto de mão

(3918)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3829)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3803)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3740)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3715)

A família é a base do sucesso escolar

(3684)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3681)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3672)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3658)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3641)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3633)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3627)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3597)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3537)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3489)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3445)

O que muda na mulher aos 40?

(3441)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3355)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3275)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3243)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3208)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3177)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3159)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3138)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3136)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Em dezembro o 365 Algarve celebra 2020 com Novo Circo

Em dezembro o 365 Algarve celebra 2020 com Novo Circo

ver mais
 
Castro Marim acolhe reunião do Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais

Castro Marim acolhe reunião do Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais

ver mais
 
Câmara de Olhão destaca jovens do concelho que conquistaram a "excelência" em diversas áreas

Câmara de Olhão destaca jovens do concelho que conquistaram a "excelência" em diversas áreas

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio