Sociedade

Covid-19:Algarve com mais 20 casos

Portugal regista hoje mais duas mortes e 255 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS).

 
De acordo com o relatório da situação epidemiológica, desde o início da pandemia até hoje registaram-se 50.868 casos de infeção confirmados e 1.727 mortes.
 
A região de Lisboa e Vale do Tejo, onde continua a haver mais surtos ativos de covid-19, totaliza hoje 25.939, mais 176 do que na véspera, o que representa 69% dos casos do país.
 
Em termos percentuais, nas últimas 24 horas, o aumento de óbitos foi de 0,1% (passou de 1.725 para 1.727) e o de casos confirmados de 0,5% (de 50.613 para 50.868).
 
Em número de casos, Lisboa e Vale do Tejo lidera, com 25.939, seguida pela região Norte (18.626, mais 41 casos), a região Centro (4.435, seis novos casos). O Algarve tem mais 20 casos (878), e o Alentejo tem 771 casos, mais 11 do que no dia anterior.
 
Nos Açores, mantêm-se os 167 casos e a Madeira regista mais um caso de infetados com SARS-Cov-2, que provoca a doença covid-19, totalizando 106.
 
A região Norte continua a registar o maior número de mortes (828), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (596), o Centro (252), Alentejo (21), Algarve (15) e Açores (15).
 
Segundo o boletim que retrata a situação epidemiológica da infeção pelo novo coronavírus no país, as duas mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, sendo que uma tinha mais de 80 anos e a outra estava na faixa etária dos 70-79 anos.
 
O número de pessoas internadas manteve-se nas 403 nas últimas 24 horas, enquanto nos cuidados intensivos estão agora 42 pessoas (menos uma) do que na quarta-feira.
 
Os dados indicam que do total das vítimas mortais, 865 são mulheres e 862 são homens.
 
Por faixas etárias, o maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos (1.160), seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (334), entre 60 e 69 anos (153) e entre 50 e 59 anos (55). Há ainda 20 mortos registados entre os 40 e 49 anos, três entre os 30 e 39 e dois entre os 20 e 29 anos de idade.
 
Em termos globais, há mais infetados na faixa etária entre 40 e 49 anos (8.428, mais 58 casos do que na véspera), depois entre 30 e 39 anos (8.312, um aumento de 54 casos), 20 e 29 anos (7.793, mais 39 casos), 50 a 59 anos (7.709, menos 59), seguida das pessoas com mais de 80 anos (5.814, mais 15).
 
As autoridades de saúde têm sob vigilância 35.741, mais 402 face a quarta-feira, e 1.616 aguardam resultado laboratorial, mais 16.
 
O número de doentes dados como recuperados da covid-19 aumentou nas últimas 24 horas para 36.140, mais 265, um número superior ao de novos casos (255).
 
A pandemia de covid-19 já provocou mais de 667 mil mortos e infetou mais de 17 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.