Sociedade

Covid.19:Algarve está a testar acima da média nacional

Paulo Morgado - Presidente da ARS Algarve
Paulo Morgado - Presidente da ARS Algarve  
O Presidente da Administração Regional de Saúde do Algarve (ARS) - Paulo Morgado, confirmou esta tarde na habitual conferência de imprensa quinzenal sobre a situação pandémica na região, que há 47 profissionais de saúde infetados, a maioria do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA). A boa notícia é que nenhum se encontra internado.

Quanto à capacidade instalada do CHUA, foi referido que estão internados 200 doentes para 242 camas, 33 nos Cuidados Intensivos, para 42 camas disponíveis e 17 ventilados. Neste âmbito, a ARS contratou duas unidades de saúde privadas que estavam desativadas, para aumentar a capacidade de resposta em termos de internamento não covid. 
 
As unidades são o Hospital Stª Maria em Faro com 24 camas e o Hospital São Gonçalo em Lagos com 26 camas e ainda mais duas salas do bloco operatório. Além destas respostas, foi firmado um pré-acordo com operadores privados no sentido de serem disponibilizadas ao SNS, um total de 57 camas para doentes não covid, se tal for necessário. «Temos assim esta margem de manobra que nos permite ter algum conforto, se é que podemos falar em conforto no meio de uma fase difícil como esta que estamos a passar», salientou Paulo Morgado aos jornalistas na sede da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro. 
 
Quanto à capacidade de testagem na região, «temos estado a fazer um esforço gigantesco», destacou, tendo informado que o Laboratório Regional de Saúde Pública do Algarve Dra. Laura Ayres, está a fazer 2.000 testes por dia. «Uma capacidade que multiplicou por sete, posso dizer que a capacidade de testagem que tínhamos na primeira vaga em março era de 300 testes por dia».
 
Relativamente à capacidade de testagem dos privados, na última semana foram feitos 2.600 testes, «representando um recorde». Paulo Morgado realçou que em termos percentuais, o Algarve está a testar acima da média nacional.
 
No que respeita à vacinação, o plano «tem seguido de forma tranquila e efetiva em toda a região», depois de uma primeira fase em que foram vacinados os profissionais prioritários, quer dos cuidados hospitalares, quer dos cuidados de saúde primários do SNS, encontra-se a decorrer a vacinação de utentes e funcionários dos lares e da Rede Nacional de Cuidados Continuados. No Sotavento o processo está terminado, estando o mesmo a decorrer nos concelhos do Algarve Central e do Barlavento. 
 
Paulo Morgado realçou ainda o facto de a linha de apoio psicológico a funcionar nos Centros de Saúde, ter registado um incremento nos pedidos de apoio nas últimas semanas, beneficiando 263 pessoas, desde utentes a profissionais de saúde.