Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Crianças com mau comportamento crescem em famílias conflituosas
Imprimir Partilhar por email
A qualidade da relação familiar é muito importante para o desenvolvimento das crianças.
 
São muitos os estudos que demonstram o quanto um grau positivo de afetividade, de compreensão entre os pais e entre estes e os filhos, podem ser decisivos para o correto desenvolvimento das crianças.
 
Muitas vezes os pais não se apercebem dessa importância e, tudo começa logo da decisão de ter ou não filhos. Muitas famílias aceitam uma criança que lhes surgiu sem qualquer planeamento, sem medirem a sua capacidade financeira, as condições de vida, o seu estado emocional e daí por diante. Há cada vez mais crianças nascidas em seios de famílias estruturadas, mas sabemos que foram muitos os anos em que tal não acontecia e dava lugar a “um salve-se quem puder”.
 
Independentemente da forma como a criança foi mais ou menos planeada, a verdade é que os pais são responsáveis pelo seu desenvolvimento e comportamento e, quando estes se entendem e respeitam, a tarefa fica muito mais facilitada, já que pai e mãe educam no mesmo sentido, dão regras e orientações muito importantes para o comportamento dos filhos dentro e fora de casa. Quando os pais se perdem em conflitos, não se entendem, cada um diz uma coisa á criança, esta fica confusa e acaba por não saber o que fazer. Por norma, a criança até se porta melhor na escola porque sabe diferenciar o ambiente, mas mesmo assim, nem sempre consegue os melhores resultados em função das bases que leva de casa.
 
De acordo com o trabalho académico Psicologia: Ciência e Profissão, a família é considerada um sistema social essencial na transmissão de crenças, ideias, conceitos e significados sociais, e influencia o comportamento das crianças. As relações afetivas estabelecidas na família constituem um dos fatores determinantes para o desenvolvimento emocional da criança.
 
Sendo a família o principal meio de socialização por introduzir crenças, cultura e modos de pensar, construindo sujeitos e cidadão, é nela que devem incidir os trabalhos. A escola deve apostar na proximidade com o seio familiar para facilitar a sua ação, já que, muitas vezes, os pais não sabem fazer melhor e precisam dessa ajuda exterior.
 
É importante sublinhar que os pais também têm de estar disponíveis para participar nesse processo de ensino e aprendizagem para que, em conjunto, possam facilitar a tarefa do professor. Os pais conhecem muito bem os seus filhos, mas muitas vezes não se apercebem de que, os mais novos imitam o que vêm em casa. Pais conflituosos e agressores, acabam por transmitir esses valores aos filhos que, sem se aperceberem vão reproduzir esses comportamentos nas mais variadas situações.
 
Uma criança que vê o pai bater na mãe, vai bater nas meninas da escola, o mesmo se passa com os palavrões que se ouvem em casa, com as respostas que se dão ao marido e à mulher e a forma como a criança é tratada no seio da família.
 
As relações afetivas estabelecidas na família constituem um determinante para o seu desenvolvimento emocional, pois é a partir dela que as crianças aprendem as diferentes formas de ver o mundo e constroem as suas relações sociais.
 
As experiências familiares oportunizam a formação de repertório de comportamentos, de ações e resoluções frente aos problemas, pelo que,  é no ambiente familiar que a criança aprende a lidar com os conflitos, a controlar as suas emoções, a demonstrar os diferentes sentimentos que permeiam as relações e a lidar com a vida e com as adversidades. A qualidade desse ambiente será o exemplo que a criança vai seguir para o positivo e para o negativo.
 
Como dizia Quintino Aires no seu livro: “15 Minutos com o seu Filho”, os pais não são obrigados a saber tudo, mas podem sempre recorrer a quem sabe, podem consultar material nesse sentido e pedir a ajuda de um psicólogo quando não sabem a melhor forma de educar. Mas é preciso é que façam alguma coisa, que reajam e que ajudem os filhos a crescer num ambiente sadio.
 
Cada vez mais a escola está a investir nessa interação com os pais, chamando-os a si para que, em conjunto, trabalhem as questões que limitam o melhor rendimento e comportamento escolar da criança. Os pais devem aceitar esse desafio, devem trabalhar num mesmo objetivo e, ao mesmo tempo, melhorarem também a sua relação de casal. No fundo, perceber esta interação faz com que todos beneficiem do mesmo trabalho, sendo que os filhos são os principais prejudicados quando tal não acontece.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(87385)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37140)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(19189)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(13990)

Não podemos viver sem amor

(11988)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(10989)

A mentira: um mal necessário

(9147)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9046)

Idade não traduz maturidade

(8830)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8330)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8278)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8011)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(6799)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5714)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5595)

É Demissexual?

(5344)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5294)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(5145)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5097)

A “ciência” do aperto de mão

(4713)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4706)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4666)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4648)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4523)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4472)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(4457)

O poder das ervas aromáticas

(4428)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4339)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4239)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4223)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4167)

A família é a base do sucesso escolar

(4126)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4052)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4045)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4045)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4019)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4018)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4008)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3990)

O que muda na mulher aos 40?

(3944)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3842)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3816)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3737)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3636)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3632)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3618)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3610)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3550)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3527)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3525)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Eram precisos 100 mil euros mas comunidade estrangeira da Quinta do Lago angariou mais de 350 mil

Eram precisos 100 mil euros mas comunidade estrangeira da Quinta do Lago angariou mais de 350 mil

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Idosa internada há algum tempo no Hospital de Faro também tem Covid.19

Idosa internada há algum tempo no Hospital de Faro também tem Covid.19

ver mais
 
Covid.19 - Albufeira supera Faro em número de casos

Covid.19 - Albufeira supera Faro em número de casos

ver mais
 
Covid.19 - Doentes algarvios que vão às urgências não são submetidos ao teste

Covid.19 - Doentes algarvios que vão às urgências não são submetidos ao teste

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio