Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Desmantelada fábrica clandestina de produção de tabaco em Loulé (C/Vídeo)

Desmantelada fábrica clandestina de produção de tabaco em Loulé (C/Vídeo)
Imprimir Partilhar por email
26-06-2019 - 10:47
A Unidade de Ação Fiscal da GNR desencadeou esta quarta-feira, 25 de junho, na zona de Loulé, uma operação policial que resultou na detenção de 13 indivíduos, dos quais 12 homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 30 e os 65 anos, de nacionalidades Polaca, Ucraniana, Romena, Russa e Portuguesa, e na apreensão de cerca de 46 milhões de cigarros.
 
De acordo com a GNR, a investigação que decorria nos últimos 6 meses teve como objetivo investigar uma organização criminosa internacional, que se dedica à produção e comercialização fraudulenta de tabaco, tendo sido desmantelada uma fábrica ilegal de manufaturação de cigarros em larga escala, levando à detenção dos suspeitos responsáveis pela sua operacionalização.
 
Para o efeito, foi dado cumprimento a 14 mandados, dos quais cinco de detenção, sete de busca domiciliária, um de busca à fábrica em causa e um de busca ao armazém utilizado para o depósito do tabaco.
 
Em comunicado a GNR avança que foram apreendidos cerca de 15 milhões e 600 mil cigarros produzidos na fábrica; cerca de 17 toneladas de folha de tabaco (daria para produzir cerca de 16 milhões e 800 mil cigarros); 14 toneladas de tabaco triturado (daria para produzir 13 milhões 750 mil cigarros); cinco máquinas utilizadas na trituração de folha de tabaco, manufatura e acondicionamento do tabaco ilicitamente produzido; matérias-primas diversas utilizadas na produção ilícita, como filtros, colas, boquilhas, tubos para cigarros, cartão de maços ou caixas para embalar tabaco; seis viaturas ligeiras e uma arma de fogo.
 
Estima-se que a fraude e evasão fiscal, gerada pela produção e comercialização do tabaco produzido na mesma fábrica, que tinha como destino Portugal e países da União Europeia, seja de montante superior a 9 milhões e 600 mil euros.
 
Esta operação, inédita em Portugal, que culminou com o desmantelamento da primeira infraestrutura de produção massificada de cigarros no país, contou com o apoio e patrocínio da Europol, envolvendo o empenhamento de 100 militares, da Unidade de Ação Fiscal, da Unidade de Intervenção e dos Comandos Territoriais de Beja, Évora, Faro, Portalegre e Santarém.
 
Foram ainda constituídos dois arguidos de nacionalidade Grega, com 37 e 60 anos, suspeitos de integrarem este grupo criminoso. Um dos detidos tinha um alerta internacional para efeitos de detenção e extradição, através do sistema Schengen.
 
Os detidos estão a ser presentes esta manhã no Tribunal de Faro, para 1.º interrogatório judicial e para aplicação de medidas de coação.
 
Veja vídeo aqui
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Unidade de AVC do CHUA recebe prémio internacional

Unidade de AVC do CHUA recebe prémio internacional

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Marina de Vilamoura é a "Marina Internacional do Ano"

Marina de Vilamoura é a "Marina Internacional do Ano"

ver mais
 
Faro solidário com o “Setembro Dourado”

Faro solidário com o “Setembro Dourado”

ver mais
 
ICNF e GNR detetam 190 infrações no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

ICNF e GNR detetam 190 infrações no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio