Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
“É muito mais o que nos une do que nos separa”
Imprimir Partilhar por email
Perdemos demasiado tempo a sinalizar as diferenças que temos uns dos outros em vez de aproveitarmos as cumplicidades que nos podem aproximar, é uma das muitas ideias apontadas por Daniel Goleman no seu livro Inteligência Social que nos remete para a necessidade de nos olharmos enquanto Humanos e, com características comuns dentro das diferenças.
 
Na verdade, todos conhecemos a facilidade com que se “aponta o dedo” ao outro por fazer algo de uma determinada forma, mas se pensarmos bem, prestamos tanta atenção a isso porque provavelmente já passamos ou pensamos em algo semelhante. Se conseguirmos aprender com as experiências dos outros, temos a tarefa muito mais facilitada, seja entre homens e mulheres, no casamento e na vida social.
 
A ciência acredita que não são assim tantas as diferenças entre as pessoas e que, os exemplos de uns, podem ajudar a prevenir os problemas de outros e, isso verifica-se muito bem na comparação entre países e culturas. Basta ver o entusiasmo que se vive em torno do futebol nos quatro cantos do mundo para percebermos que não faz sentido tantos gostarem do mesmo e irem para os estádios “medir forças” entre adeptos.
 
Ainda menos se justifica tornar a competição em algo pessoal quando deveria ser um prazer coletivo. Parece que temos necessidade de descomprimir as frustrações da nossa vida, daquilo que nos corre menos bem, no colega de bancada ou numa fila de trânsito.
 
Tal acontece porque ainda não percebemos que é dentro de nós; no seio da nossa família que encontramos a felicidade; que vivemos os bons momentos e que superamos os menos positivos que todos têm. É com essa base pessoal que vamos para o mundo social à procura de outras realizações.
 
Ora se formos todos com a mesma necessidade para um estádio, certamente que serão muitos mais os conflitos que o prazer de desfrutar de uma boa partida de futebol que deveria servir para nos dar mais um momento de felicidade.
 
Esta tónica aplica-se a tudo na vida. Devemos pensar para connosco próprios naquilo que podemos melhorar para andarmos mais descontraídos e disponíveis para aproveitar a beleza da vida e das situações.
 
Goleman não tem dúvidas de que é através do autoconhecimento que somos mais capazes de enfrentar a vida, as pessoas, os problemas e as situações. Ao mesmo tempo, se nos colocarmos no lugar do outro, somos muito mais capazes de compreender em vez de reagir da mesma forma e, no seu todo, isso acaba por dissipar as más energias a que vamos assistindo.
 
Somos todos Humanos e, apesar de termos pontos de partida diferentes, as emoções são universais. Todos compreendemos os mesmos sinais de trânsito em qualquer lugar do mundo, tal como um gesto de “fixe” é positivo para todos os povos, é tudo uma questão de alargarmos os nossos horizontes e percebermos que não vale a pena andarmos em lutas inúteis quando o que todos queremos é ser mais felizes, é desfrutar de um bom momento seja no campo ou na praia, na multidão ou no deserto.
 
Com esta capacidade de olharmos carinhosamente para dentro de nós, somos capazes de identificar as nossas emoções e de as controlar, usando cada vez mais a razão em primeiro lugar e reagindo algum tempo depois se assim se justificar. Muitas situações nem merecem que façamos algo, basta saber, basta compreender ou reprovar. Não temos de tirar partido de tudo, tal como não precisamos de ser indiferentes a tudo. Temos de pensar antes de tomar uma decisão que consideremos importante.
 
Quantas mais pessoas fizerem esse exercício, muito mais prazerosos serão os momentos em que participamos; não tenhamos dúvidas disso e, quanto mais conhecermos os outros, mais encontramos os pontos em comum, independentemente da roupa que se usa, do corte de cabelo, da cor de pele ou da orientação sexual. Somos Humanos, somos pessoas que queremos ter cada vez mais momentos de bem-estar no privado e no espaço social.
 
Fátima Fernandes
 
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86478)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36257)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16023)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(12700)

Não podemos viver sem amor

(11442)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(9754)

A mentira: um mal necessário

(8601)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8377)

Idade não traduz maturidade

(7949)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7659)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7645)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6594)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5168)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5077)

É Demissexual?

(4872)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4863)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4655)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4256)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4183)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4154)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4000)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(3995)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(3977)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(3959)

O poder das ervas aromáticas

(3871)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3772)

A “ciência” do aperto de mão

(3752)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3660)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3656)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3650)

A família é a base do sucesso escolar

(3609)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3601)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3600)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3586)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3564)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3541)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3531)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3510)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3459)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3435)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3370)

O que muda na mulher aos 40?

(3337)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3295)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3216)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3183)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3131)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3121)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3081)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3071)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3067)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Nova campanha da CP lança viagens Faro-Lisboa por 4,50 euros

Nova campanha da CP lança viagens Faro-Lisboa por 4,50 euros

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Castelo de Silves recebe exposição “Tesouros da Natureza”

Castelo de Silves recebe exposição “Tesouros da Natureza”

ver mais
 
Melhores alunos da Escola EB 2,3 de Castro Marim premiados com viagem a Roma

Melhores alunos da Escola EB 2,3 de Castro Marim premiados com viagem a Roma

ver mais
 
Ciclo "Livros Abertos" com António Branco em Loulé

Ciclo "Livros Abertos" com António Branco em Loulé

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio