Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Entre 2020 e 2021 cinco municípios algarvios trabalham em rede para a cultura e sustentabilidade

Entre 2020 e 2021 cinco municípios algarvios trabalham em rede para a cultura e sustentabilidade
Imprimir Partilhar por email
03-03-2020 - 08:04
Foi apresentado ontem no Auditório do Solar da Música Nova, em Loulé, o projeto “Central Artes – Programação Cultural em Rede”, uma iniciativa conjunta de cinco municípios do Algarve Central (Loulé, Albufeira, Faro, Olhão e Tavira) no seguimento de uma candidatura realizada ao CRESC Algarve 2020 (Programa Operacional Regional do Algarve).
 
A candidatura intitulada “Promoção Turística e Eventos Culturais – Algarve Central”, liderada pelo Município de Loulé em parceria com os outros quatro municípios, previa a implementação de um programa de oferta cultural em rede envolvendo os cinco municípios durante dois anos (2020 e 2021) e explorando diversos quadrantes das artes performativas, com direção artística, conteúdos e produção a cargo das empresas Eventors’Lab e Spira – Revitalização Patrimonial. 
 
O tema da programação está na ordem do dia: a “Cultura da Sustentabilidade”. Na base desta oferta cultural, estão espetáculos de reconhecido valor internacional e nacional, privilegiando a formação/mediação criativa e a interação com o público através da realização de workshops, envolvendo as comunidades locais nas produções culturais e nos espetáculos.
 
 
O que diferencia este projeto de outros é que toda a programação é gratuita. O arranque acontece já nos dias 12, 13 e 14 de março com vários workshops de construção de instrumentos/produção de som (a partir de vegetais dos mercados locais) dirigidos à comunidade e a cargo da internacionalmente reconhecida The Vegetable Orchestra, a realizar em Albufeira, Loulé, Olhão, Faro e Tavira. O grupo apresenta também um espetáculo de abertura da programação, no Mercado da Ribeira, em Tavira, a 14 de março pelas 21h30.
 
Um dos objetivos agregados a este projeto é fomentar e aprofundar práticas colaborativas entre os vários membros envolvidos, a circulação de espetadores no território e uma maior diversificação da oferta cultural, a pensar não só na população residente mas também nos diversos segmentos ligados ao turismo cultural, como meio de combater a sazonalidade no Algarve.
 
Na apresentação do programa, estiveram presentes representantes de todas as entidades envolvidas, desde os Municípios, à CCDR, da Eventors’Lab à Spira, passando pela Direção Regional de Cultura do Algarve.
 
Ao Algarve Primeiro, Ana Fernandes da Spira, confirmou que o investimento na programação “Central Artes – Programação Cultural em Rede” 2020-2021, é de 320 mil euros (+iva), para desenvolver o tema da sustentabilidade, em vários formatos culturais, desde a literatura, artes performativas circenses, música, ou a alimentação (com presenças nos Mercados de Tavira, Olhão e de Faro, a comprar vegetais e a transformá-los, a fazer deles instrumentos, numa vertente de sensibilização para sustentabilidade).
 
Ana Fernandes destacou que a programação, «é para todos e para todas as idades, em que os workshops e espetáculos são de entrada gratuita, um dos pontos assentes no Caderno de Encargos da candidatura».
 
Refira-se que a programação da “Central Artes – Programação Cultural em Rede”, está disponível nas plataformas digitais dos 5 Municípios envolvidos.
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Covid.19: 4º óbito no Algarve registado no Hospital de Portimão

Covid.19: 4º óbito no Algarve registado no Hospital de Portimão

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Covid.19 - Doentes algarvios que vão às urgências não são submetidos ao teste

Covid.19 - Doentes algarvios que vão às urgências não são submetidos ao teste

ver mais
 
Câmara de Loulé lançou plano de promoção à saúde pública e reforça orçamento das famílias e empresas

Câmara de Loulé lançou plano de promoção à saúde pública e reforça orçamento das famílias e empresas

ver mais
 
Suspeitas de homicídio de jovem de 21 anos ficam em prisão preventiva

Suspeitas de homicídio de jovem de 21 anos ficam em prisão preventiva

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio