Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Está a superproteger o seu filho? Este artigo é para si!
Imprimir Partilhar por email
Ensinar os filhos não é o mesmo que fazer as tarefas por eles. Este é um princípio básico que todos os pais devem saber para promoverem a autonomia dos seus filhos.
 
Muitas vezes, para ser mais rápido, mais fácil e para dar resposta a situações mais complicadas, os pais acabam por fazer aquilo que os filhos já são ou deveriam ser capazes de fazer. Um bom exemplo disso são as tarefas escolares e os trabalhos de casa em que, para que a criança se despache mais depressa, os pais acabam por lhe dar as respostas ou até mesmo por realizar as tarefas por eles. Ao mesmo tempo, há muitas outras situações simples do nosso quotidiano em que os nossos filhos demoram mais tempo que nós a fazer e que acabamos por realizar por eles para poupar tempo. Isso é um erro e não ajuda os mais novos a ganharem a sua independência, pelo que , esse comportamento parental deve ser imediatamente suprimido.
 
Desde pequenos que os nossos filhos adoram participar nas tarefas domésticas, pelo que, pequenos gestos podem ajudar a construir filhos autónomos. Ajudar a fazer a cama desde cedo, arrumar os brinquedos, colocar a roupa suja no cesto, por a mesa, são exemplos de atividades que os mais novos gostam de fazer e que precisam de aprender para que possam ter mais autoestima e prazer na sua execução.
 
Mesmo que eles demorem mais tempo a realizar essas tarefas, os pais devem incentivá-los, ajudá-los naquilo que eles têm mais dificuldades e, acima de tudo, ensiná-los a fazer.
 
Para os especialistas nesta matéria, há cinco conselhos que todos os pais devem saber para ajudarem os filhos a ser mais autónomos e confiantes:
 
1-Dar independência aos filhos não significa fazer as tarefas por eles, mas sim ajudá-los
 
As crianças necessitam do apoio dos pais de forma incondicional, mas guiá-los e apoiá-los não significa fazer tudo por eles. Os pais devem ajudar os filhos de forma a que, aos poucos, eles vão necessitando de menos ajuda e  se assumam como capazes de executar as tarefas solicitadas. Ao mesmo tempo, os mais novos aprendem a ter a iniciativa necessária para que sejam eles a querer fazer determinadas tarefas.
 
2-Deixe que o seu filho explore a casa desde pequeno
 
Quando as crianças são pequenas têm muita vontade de descobrir o mundo e isso não deve ser proibido, mas sim vigiado. Quando a casa dispõe das corretas medidas de segurança, a criança pode e deve circular livremente no espaço. Essa será uma forma de se ambientar num espaço que também é dela e aprenderá a proteger-se também. Ao despertar a curiosidade, será mais fácil vir a intervir mais tarde.
 
Esta também é uma boa forma de os pais explicarem o valor dos objetos, as regras e os limites, bem como alertar os filhos para eventuais perigos. Os pais precisam de muita calma e paciência, mas é muito importante para o desenvolvimento dos filhos.
 
3-Permita que o seu filho possa tomar decisões
 
Essa é a base do pensamento crítico. Está claro que os pais muitas vezes vão tomar a maior parte das decisões, mas é fundamental que os mais novos se habituem a decidir naquilo que lhes é acessível e próprio para cada etapa do seu desenvolvimento.
 
É dessa forma que os pais ajudam os mais novos a tomarem consciência dos seus atos e a perceberem as consequências de fazer “isto” em vez “daquilo”.
 
4-Ensinar e guiar é o caminho
 
Para que o seu filho se prepare para uma nova tarefa, é essencial que lhe explique inicialmente aquilo que tem de fazer. Pode optar por simplificar, por lhe apresentar a tarefa em várias fases para que melhor a possa compreender, mas deverá esperar pelo seu tempo e respeitar o seu ritmo de aprendizagem. Ajude-o naquilo que não conseguir fazer, mas evite fazer por ele.
 
5-Incentive a criança a ajudar nas tarefas domésticas.
 
Apresente-lhe as possibilidades e deixe-a escolher a melhor opção, acautelando os perigos. Por exemplo, desde cedo os mais novos devem aprender a arrumar aquilo que utilizam. Para tal, ofereça-lhes objetos seguros, mostre-lhes formas simples de realizar as mesmas tarefas. Comece por lhes apresentar um mundo mais simplificado para depois ir aumentando o grau de dificuldade. As crianças podem lavar a louça desde que seja de plástico. Aos poucos, vão aprendendo a realizar tarefas mais complexas, a criar hábitos e a serem cada vez mais autónomas. Limpar o pó também é uma tarefa de que eles gostam e executam com relativa facilidade e habilidade. Cuidar da sua higiene também é sempre uma tarefa divertida e acessível desde cedo, sendo que igualmente vai aumentando o grau de exigência. A partir do mais elementar, a própria criança vai querer aceitar novos desafios.
 
Fátima Fernandes
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(88014)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(37628)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(21309)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(15199)

Não podemos viver sem amor

(12349)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(11536)

A mentira: um mal necessário

(9680)

Idade não traduz maturidade

(9502)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(9462)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(8948)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(8687)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(8659)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(7346)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(6359)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(6038)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5799)

É Demissexual?

(5612)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(5530)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(5421)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(5415)

A “ciência” do aperto de mão

(5270)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(5043)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4953)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4918)

O poder das ervas aromáticas

(4884)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(4832)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4827)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4719)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(4633)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(4578)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(4554)

A família é a base do sucesso escolar

(4505)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(4398)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(4371)

O que muda na mulher aos 40?

(4370)

Oito “segredos” para ser bom pai

(4344)

Descubra “o poder curativo” da praia

(4298)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(4291)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(4268)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(4233)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(4154)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(4109)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(4069)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3991)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3965)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3902)

Falta de empatia: a maior doença da humanidade

(3895)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3858)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3842)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3823)
PUB
 
MAIS LIDA AGORA
Covid.19:Novos casos são de Lagos e Portimão (contagem por concelho)

Covid.19:Novos casos são de Lagos e Portimão (contagem por concelho)

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Covid.19:CDS diz que algarvios precisam "de resposta urgente"

Covid.19:CDS diz que algarvios precisam "de resposta urgente"

ver mais
 
Futsal:Clubes de Faro assinam protocolo "histórico"

Futsal:Clubes de Faro assinam protocolo "histórico"

ver mais
 
I Liga:Portimonense perde em casa frente ao Vitória de Guimarães

I Liga:Portimonense perde em casa frente ao Vitória de Guimarães

ver mais
 
 
 
 
Alô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Click Saúde» Desporto» Economia
» Política» Figuras da nossa Terra» Fichas de Leitura» CX de Correio