Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Estudo diz quanto é que os portugueses residentes na região Sul gastam neste Natal

Estudo diz quanto é que os portugueses residentes na região Sul gastam neste Natal
Imprimir Partilhar por email
06-12-2018 - 10:29
O Observador Cetelem procurou conhecer as tendências de consumo dos portugueses para as próximas semanas.
 
Ao longo do estudo agora lançado, foram aferidos os valores que deverão ser gastos em média, que presentes serão comprados para os mais próximos ou quais os que se dejeja receber.
 
Os dados do estudo apontam para uma intenção média dos portugueses em despender 382€ nas suas compras durante o período de Natal.
 
Este valor representa um crescimento de 52% face ao ano passado, quando os consumidores tencionavam gastar 252 euros. Prevê-se que praticamente metade deste valor (49%) seja gasto em presentes, seguido da compra de mercearias, com 47%. As compras sazonais, como as decorações, registam um valor mais residual, ao não ultrapassarem os 4%.
 
Muitas prendas compradas destinam-se aos mais pequenos.  Assim, as prendas para os mais novos deverão rondar gastos médios de 125€. Numa análise mais aprofundada, 30% dos inquiridos não deverão gastar mais de 100€ nestes presentes. Já 26% pretendem despender entre 101 e 250€ com os membros mais novos da família. Apenas 3% consideram ultrapassar este valor.
 
É a Norte que o valor médio será mais elevado, cerca de 425€, metade do qual em mercearia para a consoada e dias festivos. Curiosamente, é na região do Grande Porto onde menos se deverá gastar no período natalício, cerca de 297€. Neste caso, mais de metade do valor (61%) será destinado às prendas e 35% em mercearias.
 
Mais a sul, na Grande Lisboa, o gasto médio vai atingir os 405€ - 53% para mercearias e 42% para prendas.  Por fim, no Centro e Sul do país os gastos médios serão muito próximos (entre os 371€ e 376€), embora no Centro a maioria das despesas tenha como destino as compras de mercearias (51%), enquanto no Sul a preferência da maioria vá para a aquisição de prendas (54%).  
 
O Observador Cetelem Natal 2018 tem por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os sexos e com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos. 
 
A amostra total é representativa da população e está estratificada por distrito, sexo, idade e níveis socioeconómicos e conta com um erro máximo associado de +/- 4.0 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas telefonicamente, com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado 24 a 27 de setembro pela empresa de estudos de mercado Nielsen para o Observador Cetelem.
 
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

IEFP certificou 48 profissionais através dos Centros Qualifica de Albufeira e Faro



-

Turismo:Mercado interno cresce 24,4% no Algarve



-

«Farenses podem contar com um Novo Ano com mais dinâmica e investimento», Rogério Bacalhau



-

Câmara de Faro avança para obras na Ermida de Santo António do Alto



-

Câmara de Loulé inaugurou obras do Orçamento Participativo



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
«Farenses podem contar com um Novo Ano com mais dinâmica e investimento», Rogério Bacalhau

«Farenses podem contar com um Novo Ano com mais dinâmica e investimento», Rogério Bacalhau

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Este Natal as férias escolares são bem divertidas em São Brás de Alportel

Este Natal as férias escolares são bem divertidas em São Brás de Alportel

ver mais
 
IEFP certificou 48 profissionais através dos Centros Qualifica de Albufeira e Faro

IEFP certificou 48 profissionais através dos Centros Qualifica de Albufeira e Faro

ver mais
 
Câmara de Vila do Bispo entrega cabazes de Natal a 70 famílias desfavorecidas

Câmara de Vila do Bispo entrega cabazes de Natal a 70 famílias desfavorecidas

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio