Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Estudo diz que mulheres são melhores médicas que os homens
Imprimir Partilhar por email
Um estudo levado a cabo nos EUA, mas que ilustra também a opinião dos doentes em geral, dá conta de que, as mulheres são melhores médicas que os homens.
 
A comparação não se refere ao conhecimento científico, mas sim à forma como os doentes são atendidos, uma vez que o estudo ilustra as respostas dos pacientes a um questionário sobre a qualidade do atendimento clínico.
 
O mesmo trabalho de investigação divulgado recentemente, mostra que, nos Estados Unidos, os doentes preferem ser atendidos por mulheres devido à sua postura mais abrangente, devido ao diálogo que consegue estabelecer com o doente, aproveitando todos os relatos de uma conversa para a sua prática clínica, bem como “aceita facilmente uma descrição mais extensa dos problemas, consegue envolver-se mais e de maneira mais interativa com o doente e, regra geral, segue mais detalhadamente as orientações científicas que o homem”.
 
O estudo mostra que, “as mulheres funcionam mais em termos de prevenção e que conseguem estabelecer uma maior empatia com os seus pacientes, situação que é descrita pela maioria dos pacientes atendidos por médicas naquele país”.
 
Os pacientes acreditam que os requisitos femininos marcam a diferença nas profissões e que, para tal, “as mulheres colocam à sua disposição a maior abertura e liberdade para conversar, o que sendo uma característica de género, facilita o contacto com o utente”.
 
Valorizando a psicologia associada à medicina, os doentes referem-se à classe feminina como tendo “uma maior capacidade de escuta, de compreensão e aconselhamento perante um problema de saúde que, por norma está ligado ao plano emocional”.
 
Os doentes sublinham ainda a importância do apoio e do conforto que recebem das suas médicas de família, bem como a segurança que esses dois aspetos lhes oferecem na hora de abordarem assunto mais íntimos.
 
Em Portugal, cerca de 80% das vagas em medicina são preenchidas por raparigas, o que quer dizer que, em poucos anos, a maioria dos pacientes vai ser atendida por mulheres.
 
Diz o mesmo trabalho que, a preferência por médicas recai nas especialidades em que os pacientes mais sofrem na atualidade, não sendo essa a principal razão pela qual se opta pelas médicas no momento de escolher um clínico.
 
Os problemas cardiovasculares e o cancro são as razões que levam mais doentes aos hospitais, sendo também nestas áreas que a maioria dos doentes prefere ser atendida por uma médica.
 
O aspeto da formação e habilitação para a prática clínica também não é colocado em causa pelos inquiridos que acentuam principalmente “a paciência, o cuidado e a liberdade que sentem em falar dos seus problemas de saúde e outros, com uma mulher que se mostra disponível para os ouvir”.
 
Um maior tato e tolerância às conversas fora do consultório são também requisitos a ter em conta pelos pacientes que escolhem ser atendidos por médicas.
 
O estudo foi publicado no “JAMA Internal Medicine” e mostra que as mulheres são melhores médicas do que os homens, tendo por base a opinião de 1,5 milhões de pacientes.
 
O estudo também teve outros fatores em consideração, como a saúde dos pacientes, por exemplo, além de fazer a comparação dentro dos mesmos hospitais, e analisar mais de seis diferentes condições para validar os resultados, incluiu as principais razões que levam os pacientes aos cuidados de saúde.
 
Os homens encaram este estudo com otimismo, uma vez que, “trabalhamos em equipa e trocamos conhecimentos. As áreas em que as mulheres têm um melhor desempenho são para nós uma inspiração para seguir o exemplo e vice-versa”.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86611)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36449)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16593)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(12987)

Não podemos viver sem amor

(11550)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(9996)

A mentira: um mal necessário

(8674)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8474)

Idade não traduz maturidade

(8090)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7769)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7736)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6832)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5235)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5165)

É Demissexual?

(4947)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4921)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4721)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4331)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4247)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4227)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(4150)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(4069)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4068)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4043)

O poder das ervas aromáticas

(3985)

A “ciência” do aperto de mão

(3924)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3832)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3804)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3741)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3716)

A família é a base do sucesso escolar

(3686)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3685)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3673)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3659)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3642)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3637)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3628)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3598)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3538)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3491)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3446)

O que muda na mulher aos 40?

(3443)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3357)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3277)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3244)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3209)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3178)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3161)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3139)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3137)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Biblioteca Municipal de Silves apresenta workshop de fotografia para jovens

Biblioteca Municipal de Silves apresenta workshop de fotografia para jovens

ver mais
 
Cresc Algarve 2020 disponibiliza apoio para sistemas de teleassistência que visem proteger vítimas de violência doméstica

Cresc Algarve 2020 disponibiliza apoio para sistemas de teleassistência que visem proteger vítimas de violência doméstica

ver mais
 
Executivo de São Brás de Alportel aprova moção que defende a construção de novas barragens no Algarve

Executivo de São Brás de Alportel aprova moção que defende a construção de novas barragens no Algarve

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio