Economia

Eurocidade do Guadiana quer consolidar estatuto de destino turístico acessível

 
A entidade composta pelos municípios de Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António, pretende tornar-se, "não só um destino turístico transfronteiriço de referência, mas também num território onde os seus atrativos possam ser usufruídos por pessoas com algum tipo de deficiência", destaca em comunicado.

Nesse sentido, a Plataforma Representativa do Estado das Pessoas com Deficiência Física - PREDIF, em Espanha, e a Accessible Portugal, são as entidades encarregadas para avaliar e certificar a acessibilidade nos estabelecimentos ou espaços turísticos da Eurocidade do Guadiana, como restaurantes, hotéis ou edifícios públicos.
 
Segundo Remedios Sánchez, vereadora de Educação, Cultura e Cooperação Transfronteiriça da cidade de Ayamonte: «melhorar a acessibilidade dos nossos edifícios e estabelecimentos turísticos é, além de uma responsabilidade social, uma importante oportunidade de negócio. Este projeto vai permitir-nos assessorar, certificar e promover os serviços turísticos da Eurocidade para que possam aumentar as suas vendas. Este apoio está a ser prestado gratuitamente aos estabelecimentos, o que significa um impulso num momento tão difícil como o atual», concluiu.
 
Esta semana as avaliações começaram no município de Ayamonte. Nos próximos dias, um técnico especializado da PREDIF irá contactar os estabelecimentos que demonstraram interesse em fazer parte do projeto, recebendo, além de avaliação e assessoria gratuita, apoio na divulgação dos seus serviços através da plataforma TUR4All, conhecida como o "Tripadvisor da acessibilidade".
 
Os trabalhos de avaliação centram-se essencialmente no aspeto arquitetónico, nos desníveis das rampas, na largura das portas, na altura das mesas ou cadeiras e até nos serviços: se, por exemplo, têm cadeirões para bebés ou se o staff é fluente em língua gestual. 
 
Com este projeto, pretende-se que o turista com necessidades especiais tenha, antes da chegada ao destino, uma perceção real do que vai encontrar para fazer a sua viagem de forma independente.
 
Esta ação insere-se no projeto EuroGuadiana 2020, cofinanciado com Fundos FEDER da União Europeia através do Programa Interreg V-A Espanha-Portugal (POCTEP).