Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Expressar gratidão pode alterar o funcionamento do cérebro
Imprimir Partilhar por email
É inegável que a gratidão é uma forma muito positiva de encarar a vida, que melhora a relação entre as pessoas e o estado de saúde em geral, mas há mais para saber sobre este sentimento.
 
Uma equipa de investigadores da Universidade de Indiana nos Estados Unidos, conseguiu provar que, quanto mais se treina a gratidão, mais ela se torna uma realidade nas nossas vidas, sem esquecer o quão é agradável sermos gratos com alguém que nos faz bem. Os especialistas referem-se à capacidade de ser grato com pequenas coisas.
 
Os mesmos especialistas afirmam mesmo que, esse treino é capaz de modificar o funcionamento do cérebro, o que abre uma nova esperança para o aumento da qualidade de vida e do bem-estar
 
As conclusões do estudo levado a cabo por esta equipa, foram publicadas no jornal científico NeuroImageatesta e demonstraram que, depois de poucos meses a exercitar a gratidão por meio da escrita, o cérebro passa a sentir-se ainda mais condicionado a ser grato. E isso traz benefícios.
 
Para a experiência, foram chamados 43 voluntários que estavam em terapia para tratar a depressão e problemas relacionados com a ansiedade. Todos foram recrutados para uma terapia em grupo semanal, porém apenas vinte e dois deles foram chamados para a "sessão de gratidão", por assim dizer: nos três primeiros encontros, os participantes passaram vinte minutos a escrever cartas em que revelavam gratidão pelo destinatário (e poderiam escolher se enviariam ou não a carta). O outro grupo não participou nesse exercício.
 
Ao fim de três meses, todos passaram por um exame cerebral, que ocorria simultaneamente a outro exercício: eram exibidas fotos de pessoas que, em tese, teriam feito grandes doações de dinheiro à pesquisa. Os participantes precisavam de agradecer-lhes por esse investimento, enquanto os seus cérebros eram examinados.
 
O teste foi claro: quem escreveu as cartas, três meses antes, demonstrou mais atividade cerebral nas áreas relacionadas ao sentimento de gratidão.
 
É de ressaltar que essas áreas responderam de forma singular a ações como ser capaz de se colocar no lugar do outro ou demonstrar empatia. As mesmas não se revelaram da mesma forma no cérebro, o que permitiu aos especialistas afirmarem que a gratidão é um sentimento único e, o mais empolgante é que o efeito de "exercitar a gratidão" é realmente duradouro: seja duas semanas ou três meses depois da experiência, é como se a massa cinzenta se "lembrasse" do comportamento carinhoso e passasse a agir mais dessa forma.
 
A investigação compara esse treino a como exercitar um músculo: quanto mais se pratica a gratidão, mais propenso estará a senti-la espontaneamente no futuro.
 
Ao mesmo tempo, a gratidão é uma importante aliada do tratamento da depressão, na medida em que, permite o encontro de bons sentimentos, de valorização das pequenas coisas e uma maior capacidade de reconhecer o bem que os outros são capazes de produzir.
 
Esta pesquisa abre portas para novas formas de pensar, de sentir e de agir que, ainda prometem gerar mais trabalhos, ainda assim, é um importante ponto de partida e um bom motivo para sermos mais gratos, pois são muitos os benefícios na nossa saúde e qualidade de vida. A gratidão é um treino, aprende-se, pelo que vale a pena estar disponível para essa área de vida.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86725)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36577)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(17199)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(13160)

Não podemos viver sem amor

(11642)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(10212)

A mentira: um mal necessário

(8778)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8582)

Idade não traduz maturidade

(8290)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7864)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7820)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(7052)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5343)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5333)

É Demissexual?

(5025)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4994)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4794)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4407)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4353)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4310)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(4307)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4154)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(4149)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4133)

A “ciência” do aperto de mão

(4103)

O poder das ervas aromáticas

(4085)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3939)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3899)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3833)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3790)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3776)

A família é a base do sucesso escolar

(3772)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3771)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3727)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3715)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3711)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3708)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3686)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3613)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3562)

O que muda na mulher aos 40?

(3560)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3523)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3429)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3336)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3309)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3283)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3273)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3249)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3236)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3234)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
António Miguel Pina responde a comunicado da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta

António Miguel Pina responde a comunicado da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 Réveillon de Faro ao som dos “Melomeno Rítmica” e dos DJs “Bubba Brothers”

Réveillon de Faro ao som dos “Melomeno Rítmica” e dos DJs “Bubba Brothers”

ver mais
 
Município de Loulé e ARS Algarve esclarecem utentes da Extensão de Saúde de Boliqueime

Município de Loulé e ARS Algarve esclarecem utentes da Extensão de Saúde de Boliqueime

ver mais
 
"Novo" Parque de Campismo da Praia de Faro já tem regulamento aprovado

"Novo" Parque de Campismo da Praia de Faro já tem regulamento aprovado

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio