Silves

Fábio Antão

O arquiteto Fábio Antão, natural de Algoz no concelho de Silves, foi premiado com uma menção honrosa no concurso Archiprix Portugal 2019, com o projeto "Sines, um rossio na frente de água", o qual foi realizado para a sua conclusão de mestrado na Universidade de Évora, tendo obtido a classificação máxima de 20 valores.

 
O Archiprix Portugal, foi insitituido pela Fundação Serra Henriques e pelo Archiprix Holanda, em 2012, desde então este prémio distingue trabalhos "que melhor refletem a excelência do ensino nas faculdades portuguesas, em toda a sua riqueza e diversidade, em reconhecimento do mérito dos alunos, orientadores e instituições".
 
Em cada edição é destinguido apenas um vencedor e até dez menções honrosas, pelo que entre os muitos trabalhos a concurso, foram nomeados 26 finalistas e premiados onze. 
 
O Júri foi composto pelo Arq.João Nasi Pereira, Arq.Pedro Baganha, Arqª.Rita Guedes, Arqª.Teresa Almeida, Arqª Lígia Nunes, Arq. Guilherme Machado Vaz e Arq. João Oliveira.
 
A cerimónia decorreu no dia 1 de junho de 2019 em Matosinhos, na Casa da Arquitetura, com os trabalhos expostos e onde foi feita a entrega de prémios.
 
O autor algarvio explica que o seu trabalho "Sines, um rossio na frente de água", «é um projeto que explora a capacidade de definir um lugar, com identidade própria, na articulação entre a terra e o mar».
(+) Silves

Rosa Palma

Ricardo Camacho

André Sousa