Desporto

Farense iniciou época com plantel mais experiente e praticamente fechado

 
O Farense iniciou hoje os trabalhos de campo para a temporada de 2022/23 na II Liga de futebol com um plantel “mais experiente e praticamente fechado”, mas sem assumir de forma declarada o objetivo da subida.

“Não é falta de coragem, ou falta de ambição. As pessoas querem ouvir-nos dizer isso e o que podemos dizer é que temos a consciência da responsabilidade, do emblema que temos ao peito, sabemos da qualidade do plantel, mas sabemos também que, para o final do campeonato, faltam 10 meses. Isto é uma maratona e, quando nos aproximarmos do final do campeonato, vamos ver se iremos lutar para subir ou não”, disse o treinador, Vasco Faísca, aos jornalistas, após o primeiro treino, presenciado por cerca de uma centena de adeptos, no Estádio de São Luís.
 
O treinador, que assumiu a equipa algarvia em dezembro e tirou-a dos lugares de despromoção, terminando no 10.º lugar, assumiu que o objetivo era ter “um plantel mais equilibrado” e com jogadores mais experientes.
 
“Os jogadores foram escolhidos por mim. Temos boas soluções em todas as posições, dois homens para cada posição e com qualidade. Procurámos propositadamente e achámos que era importante haver um acréscimo de experiência no plantel. Conseguimos trazer qualidade e enquanto treinador estou muito satisfeito com o plantel que tenho. Temos tudo para fazer uma grande época”, acrescentou Vasco Faísca, cujo foco está em preparar a equipa o melhor possível na pré-temporada.
 
O treinador também se mostrou satisfeito por ter, no primeiro dia de trabalho, “99% do plantel formado”, elogiando o trabalho da administração da SAD.
 
“No mercado, a qualquer momento há surpresas. Pode haver uma surpresa que pensemos que é de aproveitar, mas, se não acontecer, estou muito satisfeito com o plantel que já tenho”, acrescentou, sobre a possibilidade de haver mais reforços.
 
Vasco Faísca prometeu um Farense “à procura do golo, ao ataque, pressionante, corajoso e que quer ter a bola”, adiantando ainda, sem revelar pormenores, que poderá descartar o esquema 3-4-3 que utilizou na segunda metade da época passada.
 
O médio brasileiro Marcos Paulo, um dos reforços para a nova época, que na época 2020/21 conseguiu a subida à I Liga ao serviço do Vizela, deixou a receita para repetir o feito.
 
“É pelo grupo que se faz o dia a dia. Pelas interações entre todos, pela nossa união, pela nossa força, pelo espírito de família, sempre unidos. Esse é o segredo”, comentou.
 
Além das sete ‘caras novas’ anunciadas nas últimas semanas – Gonçalo Silva, Talocha, Marcos Paulo, Vítor Gonçalves, Velásquez, Marco Matias e Lucão –, o defesa Seruca, que regressou de empréstimo ao Amora (Liga 3), e o guardião Galvanito, contratado à Académica para a equipa de sub-23, também integram o plantel.
 
A equipa vai preparar a pré-época entre o centro de estágios em São Brás de Alportel e o Estádio de São Luís, além de um estágio no Luso, no distrito de Coimbra, entre 10 e 16 de julho, estando, para já, apenas confirmado o jogo de apresentação aos sócios, frente aos ingleses do Wolverhampton (31 de julho).
 
Plantel provisório do Farense para 2022/23:
 
- Guarda-redes: Rafael Defendi, Ricardo Velho, Miguel Carvalho e Galvanito (ex-Académica).
 
- Defesas: Pedro Albino, Bandarra, Abner, Cláudio Falcão, Robson, Vasco Oliveira, Seruca (ex-Amora), Gonçalo Silva (ex-Radomiak Radom, Pol) e Talocha (ex-Gil Vicente).
 
- Médios: Fabrício, Rafinha, Marcos Paulo (ex-Vizela), Vítor Gonçalves (ex-Nacional) e Jhon Velásquez (ex-Independiente Santa Fe, Col).
 
- Avançados: Pedro Henrique, Cristian Ponde, Harramiz, Elves Baldé, Vasco Lopes, Marco Matias (ex-Nacional) e Lucão (ex-Sanjoanense).
 
Treinador: Vasco Faísca
 
Saíram: Eduardo Mancha, Loide Augusto (Mafra), Gut, Henrique, Bura, Jonatan Lucca, Bruno Paz (Konyaspor, Tur), Mica (Penafiel), Madi Queta, Mayambela (Aris Limassol, Chp) e Sylla.
 
Lusa