112

GNR apreende 20.000 cigarros de contrabando em Lagoa e Albufeira

Foto|GNR
Foto|GNR  
As autoridades apreenderam na quinta-feira, em Lagoa e Albufeira, 20.000 cigarros de contrabando, avaliados em 4.500 euros e destinados ao consumidor final, anunciou hoje a Unidade de Ação Fiscal da GNR.

 
Os cigarros foram encontrados por elementos do Destacamento de Ação Fiscal (DAF) de Faro durante “uma ação de prevenção e combate à evasão e fraude tributárias que incidiu sobre empresas transportadoras” e o destinatário da encomenda foi constituído arguido, contextualizou a Guarda Nacional Republicana (GNR).
 
“Os militares da Guarda detetaram duas embalagens sem qualquer documento que as acompanhasse e que continham 1.000 maços de cigarros, pronto a ser vendido ao consumidor, verificando ainda que estes não ostentavam a estampilha fiscal exigida para a sua comercialização em território nacional”, justificou a Unidade da GNR num comunicado.
 
O destinatário das embalagens, de 38 anos, é “suspeito de contrafação” e pela “introdução irregular” dos cigarros, cujo “valor comercial ascende a 4.500 euros” e que causaram ao “um prejuízo ao Estado, em sede do Imposto Especial sobre o Consumo do Tabaco (IT) e do Imposto de Valor Acrescentado (IVA), de cerca de 3.600 euros”, quantificou a GNR.