Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Isilda Gomes vê realidade do Hospital de Portimão «com muita preocupação»

Isilda Gomes vê realidade do Hospital de Portimão «com muita preocupação»
Imprimir Partilhar por email
09-07-2019 - 07:45
Tendo em conta a realidade a que se assiste neste momento nos hospitais de Faro e particularmente de Portimão no que se refere à falta de médicos obstetras, o Algarve Primeiro falou com Isilda Gomes, presidente da autarquia de Portimão, para fazer um ponto de situação sobre uma realidade que preocupa a todos, sendo uma matéria delicada que tem de ser encarada de frente.
 
Não sendo um problema diretamente relacionado com a Câmara Municipal, Isilda Gomes disse ter trocado mensagens com a ministra da Saúde no último domingo, «fiz-lhe sentir esta minha preocupação e a vontade de ver esta situação resolvida».
 
Nesse contacto, a edil avançou ao nosso jornal que a ministra transmitiu «alguma tranquilidade, e que se está a apostar em tudo o que é possível para ultrapassar estas questões».
 
Isilda Gomes realçou que, «a autarquia de Portimão está disponível para ceder algumas coisas, no sentido de criar atratividade para os médicos, como é o caso da habitação, uma questão importante e que pode fazer a diferença».
 
A autarca assume que a carência de obstetras e a carência de pediatras de neonatologia é um problema do país, «trata-se de um problema estrutural».
 
A responsável afirmou que tem feito sentir «a toda a gente» a sua preocupação em resolver o problema, «mas sinceramente nem sei como é que isto se resolve. Os médicos estão a fugir para o privado, abrem-se concursos e ninguém quer vir trabalhar para o Algarve, oferece-se 50 euros por hora e, ainda assim, os médicos não aceitam… é um problema para o qual não sei como dar resposta».
 
Nas mesmas declarações, a autarca registou que, «o Hospital de Portimão tinha muita qualidade até ter ocorrido a fusão com o CHUA, pelo que nem sei se não se deveria repensar esta fusão».
 
Colocando a hipótese de se voltar a separar os dois hospitais de Faro e Portimão, Isilda Gomes diz não saber quais são as soluções, mas que se tem de pensar no assunto, «temos de colocar todas as questões sobre a mesa e, em conjunto com o Governo, encontrar uma solução de fundo que permita garantir à população os cuidados básicos de saúde».
 
«É tempo de nos despirmos de preconceitos e de colocarmos tudo em causa. Temos de colocar todas as possibilidades sobre a mesa». A Presidente da Câmara de Portimão diz não entender a razão pela qual «o Hospital de Portimão era uma referência antes do CHUA; por que razão deixou de o ser? Penso que temos de ver a raiz do problema para que o possamos resolver e eu estou disponível para dar o meu contributo no que for necessário».
 

 

 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Descubra o que vai mudar na 38ª Concentração de Faro

Descubra o que vai mudar na 38ª Concentração de Faro

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Este domingo os veraneantes são convidados a limpar a Ria

Este domingo os veraneantes são convidados a limpar a Ria

ver mais
 
PAN questiona autarquia de Olhão acerca de gatos abandonados

PAN questiona autarquia de Olhão acerca de gatos abandonados

ver mais
 
 Famílias convidadas ao programa de Ciência Viva no Verão no Algarve. Saiba mais aqui

Famílias convidadas ao programa de Ciência Viva no Verão no Algarve. Saiba mais aqui

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio