Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Já disse “obrigado/a” hoje?
Imprimir Partilhar por email
A questão é simples. Celebra-se hoje o Dia Internacional do Obrigado/a.
 
A par de todos os benefícios sociais que o uso desta palavra encerra, é fundamental ter em conta que, ser grato/a faz bem à saúde física e emocional.
 
Todos sabem que não é por se celebrar a 11 de Janeiro este dia mundial que, naturalmente todas as pessoas vão passar a ser mais gratas, generosas e reconhecidas, ainda assim, nunca é demais recuperar os inúmeros benefícios do agradecimento sincero e ponderar uma mudança de atitude, caso não tenha desenvolvido esta capacidade de assumir que os outros nos ajudam a ser mais felizes!
 
Nunca é demais recordar que, muitas pessoas entendem o ato de agradecer como um “sinal de fraqueza” ou submissão, quando é precisamente o contrário. Ser capaz de dizer “obrigado/a” a alguém traduz grandeza, maturidade, solidariedade e educação.
 
O “simples” ato de agradecer facilita naturalmente as relações humanas. É mais fácil criar empatia com uma pessoa educada e mais agradável a convivência com quem agradece uma atitude ou um gesto por muito elementar que nos possa parecer.
 
Dizer ‘obrigado’ mostra boa educação e pode ajudá-lo a fazer novas amizades. Um estudo publicado em 2014 na revista Emotion, demonstra que o agradecimento é um ponto de partida para uma simples conversa que pode evoluir positivamente. E além de aumentar a empatia, a gratidão também reduz a agressão, porque quando se age de forma educada as outras pessoas replicam o comportamento, reduzindo as retaliações com violência.
 
A gratidão pode ser boa para a saúde física e psicológica. De acordo com um estudo publicado em 2012 na revista Personality and Individual Differences, as pessoas gratas têm menos dores e reportam sentir-se mais saudáveis do que as outras pessoas. Outro estudo aponta ainda que a gratidão reduz uma grande quantidade de emoções tóxicas, desde inveja ou ressentimento à frustração ou arrependimento.
 
Por incrível que possa parecer, agradecer também ajuda a dormir melhor e a ter mais autoestima. 
 
Um estudo publicado em 2011 na revista Applied Psychology: Health and Well-Being concluiu que escrever um diário de gratidão melhora o sono. E outro estudo publicado em 2014 destaca que a gratidão melhora a autoestima das pessoas, o que confirma os muitos apontamentos que têm sido publicados acerca do assunto.
 
Nos casais, entre familiares e amigos, um “obrigado/a” cai sempre muito bem. Com os menos conhecidos, é mesmo um ponto de partida para se poder acrescentar algo num ambiente salutar. Por todas estas razões, não dispense um obrigado/a!
 
Já agora e, para que o seu agradecimento seja o mais cauteloso possível, saiba que, na língua portuguesa as senhoras agradecem no feminino e os cavalheiros no masculino! Assim sendo, obrigada pela atenção dada a este artigo que pode melhorar e muito as suas relações interpessoais!
 
Algarve Primeiro
 
 
 
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Unidade de AVC do CHUA recebe prémio internacional

Unidade de AVC do CHUA recebe prémio internacional

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Inaugurado em Faro primeiro posto de carregamento rápido para veículos elétricos da rede EDP/BP

Inaugurado em Faro primeiro posto de carregamento rápido para veículos elétricos da rede EDP/BP

ver mais
 
Portimão associa-se às comemorações dos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde

Portimão associa-se às comemorações dos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde

ver mais
 
Quarteira inaugura exposição que sensibiliza para a paz mundial

Quarteira inaugura exposição que sensibiliza para a paz mundial

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio