Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

Lagoa ganha “posições honrosas” no Rating Municipal Português 2018

Lagoa ganha “posições honrosas” no Rating Municipal Português 2018
Imprimir Partilhar por email
16-05-2019 - 11:11
O RMT foi apresentado pela Ordem dos Economistas na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa no passado dia 7 de maio em Lisboa.
 
Lagoa surge no topo da lista dos municípios algarvios na avaliação do Rating Municipal Português (RMT) relativa ao ano de 2018 e figura em 21º lugar na avaliação global das 308 câmaras portuguesas.
 
Este Rating avalia a sustentabilidade dos 308 municípios portugueses a partir de quatro dimensões de análise: a governação municipal, o serviço à população, o desenvolvimento económico e social e a sustentabilidade financeira.
 
Em cada uma destas quatro dimensões são ponderados um conjunto de 25 indicadores de que são exemplo: o envolvimento dos cidadãos, a transparência da governação, a prestação de serviços públicos essenciais (como o fornecimento de água, recolha de resíduos ou os transportes). 
 
Para esta avaliação dos municípios portugueses contribuíram ainda estatísticas de natureza económica e social da população, desde a demografia ao poder de compra por habitante.
 
A estes números vão juntar-se os da eficácia financeira, do endividamento e dos ativos do município. A análise apresentada refere-se aos anos de 2016 e 2018.
 
Para além de uma avaliação global, o RMT agrupa ainda os municípios portugueses por região e por dimensão (grandes, médios e pequenos). Se Lagoa surge em 2018 como o primeiro dos 16 concelhos do Algarve, figura também na 9ª posição do grupo dos municípios portugueses de média dimensão (entre 20 mil e 100 mil habitantes).
 
Quando avaliado o parâmetro da sustentabilidade financeira dos municípios portugueses em 2018, o RMT posiciona Lagoa no 7º lugar.
 
Este estudo sobre os níveis de sustentabilidade dos 308 municípios portugueses foi coordenado por Paulo Caldas para a Ordem dos Economistas. Afirma que o modelo do "rating" é participativo e contou com a participação de investigadoras internacionais para a definição dos indicadores e da respetiva ponderação. O Tribunal de Contas, a Direção Geral das Autarquias Locais (DGAL), a Inspeção Geral de Finanças (IGF), a Transparência e Integridade, Associação Cívica, (TIAC) são algumas das entidades nomeadas no “grupo de decisão do novo modelo do RMT”.
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

CCDR revela projetos com declaração de impacte ambiental no Algarve sujeitos a auditorias



-

Cresc Algarve 2020 abre candidaturas ao ensino com prioridade à inclusão ativa



-

Câmara Municipal delibera iniciar procedimento de suspensão do PDM de Silves



-

Câmara de Albufeira lança concurso para adquirir 6 veículos ligeiros não poluentes



-

NERA, AMAL e CCDR Algarve lançam projeto que visa revitalizar áreas empresariais da região



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

Eleições:Francisco Amaral quer «paz e tranquilidade» para fazer obra em Castro Marim

ver mais
 
Alcoutim:Casal que agrediu idoso de 98 anos em assalto foi identificado

Alcoutim:Casal que agrediu idoso de 98 anos em assalto foi identificado

ver mais
 
Piloto algarvio lidera Rali de Portugal

Piloto algarvio lidera Rali de Portugal

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio