Sociedade

Loulé é a primeira cidade a acolher a exposição "Prémio Estação Imagem 2020 Coimbra"

 
É inaugurada hoje pelas 18h00 na Galeria de Arte do Convento do Espírito Santo, em Loulé, a exposição de fotografia "Prémio Estação Imagem 2020 Coimbra".

 
“Prémio Estação Imagem” é o principal prémio internacional de fotojornalismo que se disputa anualmente em Portugal desde 2010. Acolhe também candidaturas de fotojornalistas dos PALOP e da Galiza, e dos fotojornalistas portugueses aí residentes. O fotojornalista José Sarmento Matos foi o grande vencedor desta 11ª edição. Trata-se de uma reportagem em torno dos dramas de uma família luso-venezuelana na sua migração de regresso a Portugal com imagens obtidas na Madeira e naquele país do Caribe mergulhado numa profunda crise humanitária.
 
Para Fotografia do Ano, a escolha dos jurados foi para uma foto de Leonel de Castro obtida durante uma reportagem na cidade da Beira, em Moçambique, na sequência da destruição provocada pelo furacão Idai, informa nota da autarquia de Loulé. 
 
Os resultados deste prémio foram divulgados no passado dia 18 de julho e Loulé é o primeiro local onde a exposição do “Prémio Estação Imagem 2020 Coimbra” é publicamente apresentada.
 
O fotojornalista da Global Imagens obteve também o prémio na categoria Assuntos Contemporâneos e ainda uma menção honrosa na categoria Vida Quotidiana, cujo prémio foi atribuído a Gonçalo Fonseca. Nas restantes cinco categorias, o júri internacional premiou os fotojornalistas Rui Duarte Silva/Notícias, Ana Brígida/Artes e Espetáculos, Carlos Folgoso Sueiro/Ambiente, António Pedro Santos/Série de Retratos e Rodrigo Antunes/Desporto. A Bolsa Estação Imagem 2020 Coimbra foi este ano atribuída ao fotojornalista Ricardo Lopes, que se propõe desenvolver um trabalho sobre as tradições rurais e conhecimento popular no interior do país, que caminham para o desaparecimento com uma população envelhecida e dispersa.
 
A inauguração da exposição terá entrada condicionada a um limite máximo de 10 pessoas de cada vez no interior do espaço e ao uso obrigatório de máscara.
 
A exposição pode ser visitada até 12 de setembro, no seguinte horário: de terça-feira a sábado, das 10h00 às 16h30.
 
Mais informação sobre o Prémio aqui