Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Não devemos “enfrentar o touro pelos chifres”
Imprimir Partilhar por email
Certamente que já todos os nossos leitores ouviram falar desta expressão.
 
Era muito usada no passado recente e significava a força e a coragem para enfrentar as pessoas e a realidade.
 
Qualquer sujeito que fosse capaz de “enfrentar o touro pelos chifres”, nem que fosse numa mera conversa, era entendido como muito valente e distinto no referido grupo, mas os tempos mudaram e a nossa evolução exige-nos atitudes mais ponderadas e apuradas. É isso que nos diferencia dos nossos antepassados e que mostra como somos hoje humanos mais conscientes e capazes de antecipar as nossas ações medindo as consequências dos nossos atos.
 
Nos dias de hoje, não é uma arte enfrentar as pessoas com agressividade, mas sim com diplomacia e respeito.
 
Contrariamente ao passado, todos temos a obrigação de aprender a dizer o que pensamos. Isto não quer dizer que não se diga o que se pensa, mas sim que devemos pensar naquilo que dizemos.
 
Quero evidenciar com esta Dica do Dia que, saber comunicar é uma arte que todos temos de desenvolver e que a mesma só ganha qualidade com a prática, por isso, se pensarmos naquilo que queremos transmitir aos outros e até fizermos alguns ensaios, aumentamos as probabilidades de esse momento nos correr melhor.
 
Temos a importante tarefa de assumir que não podemos chegar ao pé de ninguém e de lhe dizer aquilo que passa pela mente ou pela alma como se costuma dizer. Por muito que tenhamos alguma vontade de deixar escapar essas palavras ou gestos duros, temos de saber controlar esses impulsos para evitar problemas maiores.
 
Repare-se que, com essa atitude agressiva, na maioria dos casos, a pessoa resolvia um problema e acarretava a si dois ou três. Qual era o benefício disso? Além de que é crime humilhar, ofender e agredir alguém, mesmo que nos seja próximo e um familiar; é uma pessoa que é agredida de alguma forma, o que constitui mais um motivo para que ponderemos muito bem os nossos atos.
 
Ainda não chegamos bem ao ponto de denunciarmos mais severamente aquilo que se escreve ou publica nas redes sociais, mas certamente que lá chegaremos de forma mais orientada e capaz de retrair alguns “pensamentos” menos positivos.
 
Na realidade, à medida em que vamos evoluindo, temos novos compromissos para connosco próprios e para com os outros, o que nos obriga a refletir antes de agirmos. Faz parte do processo de transformação a que estamos sujeitos.
 
Uma criança que aprende a respeitar os outros, terá muito mais facilidade em ser um adulto que o faz do que aquele jovem que cresce num ambiente de agressão de toda o tipo, daí a importância de sermos um exemplo para os nossos filhos e netos e de ponderarmos bem aquilo que dizemos e fazemos.
 
Às vezes, mais vale deixar o tempo passar e ir transformando dentro de nós aquilo que queríamos dizer, pois evitamos gerar mais conflitos e tensões com os outros. Este “pare e escute” a voz do seu inconsciente, é fundamental para vivermos de uma forma mais estável e segura, pois na realidade, não temos de enfrentar todas as pessoas e situações para mostrarmos que somos “fortes”, temos essencialmente de enfrentar aquilo que somos, que temos e que queremos para provarmos a nós mesmos que a nossa vida faz sentido.
 
Uma pessoa que consiga encontrar o bem-estar dentro de si, não terá mais paciência e energia para perder tempo com esses conflitos ou com essa necessidade de dizer tudo o que lhe passa pela mente. Essa pessoa, terá mais com que se ocupar e onde dedicar a sua atenção, o seu amor e o amor que merece e que dirige a quem ama.
 
Agarre a sua vida com essa determinação e… deixe os outros com os impulsos que desejarem. Se não alimentarmos conflitos, não os teremos na nossa vida. Pense nisto.
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Vítor Neto responsabiliza algarvios pelo estado a que chegou o SNS na região

Vítor Neto responsabiliza algarvios pelo estado a que chegou o SNS na região

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Aldeia do Azinhal vai ser "palco" do XXV Festival de Folclore

Aldeia do Azinhal vai ser "palco" do XXV Festival de Folclore

ver mais
 
Câmara de Lagos apoia entidades desportivas ligadas à Vela e ao Desporto Adaptado

Câmara de Lagos apoia entidades desportivas ligadas à Vela e ao Desporto Adaptado

ver mais
 
Câmara Municipal de Loulé e In Loco unidas na campanha "Produção e Consumo Local"

Câmara Municipal de Loulé e In Loco unidas na campanha "Produção e Consumo Local"

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio