Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
Não podemos tratar bem quem nos trata mal
Imprimir Partilhar por email
É muito comum lamentarmos porque damos tudo a uma determinada pessoa, porque fizemos o que podíamos e porque não conseguimos colher nada em troca.
 
Ainda é muito habitual esta postura no nosso país que nos coloca na posição de “coitadinhos” e sempre com motivos para estarmos deprimidos, já que não é fácil lidar com a ideia contrária de que se dá muito e pouco ou nada se recebe.
 
Na posição de muitos entendidos na matéria, a questão não é complicada de solucionar, na medida em que não se pode de forma alguma pensar sequer em tratar bem quem nos trata mal e, se analisarmos bem a situação, vamos compreender e reconhecer que as relações têm de funcionar em equilíbrio.
 
Pais que maltratam os filhos na infância, certamente que não contam com eles para as suas fases de maior vulnerabilidade, amigos que usam da amizade e bondade dos outros, sabem que a sua relação está a prazo e, esta é a base para todas as relações humanas que se querem em equilíbrio.
 
Para que esse equilíbrio e bem-estar exista e se desenvolva no seio de uma relação, é preciso que ambas as partes estejam disponíveis e interessadas em dar um pouco de si. O mesmo também se passa no local de trabalho em que se assina um contrato. O mesmo compromisso ocorre de forma inconsciente nas relações. Os pais não colocam filhos no mundo para serem seus inimigos, se tal acontece é porque algo de muito grave ocorreu em alguma fase do desenvolvimento.
 
Nas amizades, parte-se do pressuposto de que a relação é recíproca ou deixa de fazer sentido quando apenas satisfaz uma das partes.
 
O equilíbrio é mesmo isso, é uma análise que todos fazemos das nossas relações assumindo que estão ou não a decorrer dentro do que é normal. Se sabemos dizer que alguém lida por interesse, é porque nos deixamos ou porque também temos algum tipo de interesse em que tal aconteça, pois caso contrário, não estaríamos a permitir que alguém abusasse de nós a seu belo prazer.
 
É ponto assente que temos de assumir para nós mesmos que, quem nos trata mal, não merece a nossa atenção. Perante essas situações só temos de nos afastar e de encontrar alternativas, pois há pessoas melhores que outras e, a vida faz-se de escolhas que podem ser para a vida ou ter simplesmente uma vida curta!
 
Aproveite melhor cada dia da sua vida e, permita-se ser tratado com carinho por aqueles que também estima!
 
Fátima Fernandes
 
 
COMENTÁRIOS
 
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Homem atacado por cão na Praia de Faro

Homem atacado por cão na Praia de Faro

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Concerto inédito em Querença

Concerto inédito em Querença

ver mais
 
Bloco de Esquerda pede Declaração de Estado de Emergência Climática no Município de Faro

Bloco de Esquerda pede Declaração de Estado de Emergência Climática no Município de Faro

ver mais
 
Serviço Municipal de Proteção Civil de Albufeira sensibilizou cerca de 10 mil pessoas sobre os perigos das arribas

Serviço Municipal de Proteção Civil de Albufeira sensibilizou cerca de 10 mil pessoas sobre os perigos das arribas

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio