Faro

Nelson Conceição

 
Oriundo de Bordeira, Freguesia de St.ª Bárbara de Nexe, localidade pródiga em grandes acordeonistas, Nelson Conceição não foge à tradição, sendo mais um grande "mestre" da arte de tocar acordeão.

 
É licenciado em Educação Musical pela E.S.E. do IPB de Beja e Pós-graduado em Estudos de Música Popular na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. 
 
Exerce docência musical em Bordeira, Albufeira, Loulé e Castro Verde, onde o resultado do seu trabalho tem sido reconhecido através de importantes prémios nacionais e internacionais alcançados por alguns dos seus alunos. 
 
Quanto a projetos musicais, Nelson Conceição é frequentemente convidado a participar em concertos e/ou gravações de outros músicos, porém, dá especial relevância aos seus próprios projetos, quer a solo ou em quarteto, abraçando também outros de cariz popular e tradições como as charolas. 
 
Tem atuado por todo o País e Ilhas, e lá fora, nomeadamente em Espanha, França, Itália, Inglaterra, Canadá ou Estados Unidos da América. 
 
Como intérprete, foi distinguido com vários prémios, destacando-se entre outros: o 3ª no Troféu Mundial em 2000, melhor classificação até então de um português na categoria varieté/virtuosismo; o 1º Prémio no Concurso Nacional de Acordeão em Alcobaça 2002; 3º lugar no Prémio Azzola-Zolotariew em Aubagne-Marselha (França); medalha de mérito cultural da cidade de Faro em 2002 – Grau Prata; enquanto professor tem mais de 50 primeiros prémios e mais de 100 prémios no pódio (nacionais e internacionais) contando com 19 alunos campeões nacionais; como compositor obteve o 1º Prémio “Itália Award 2011” para melhor composição Moderna. 
 
Enquanto produtor e/ou executante, integrou importantes edições discográficos e literárias, onde se destacam as edições (homenagem a José Ferreiro Pai & Filho, António Madeirinha, João Barra Bexiga e Daniel Rato) no âmbito do projeto “Terra de Acordeão”; o CD de “Ilda Maria”; “Mitos”; “O Rosto da Gente e da Região do Algarve” – Moças Nagragadas (4 Volumes); “Danç`Aqui” – Rastemenga; “O Cancioneiro Tradicional Português”; “Viviane - Coração abandonado e Gavetas do amor” que fizeram parte de algumas bandas sonoras de telenovelas portuguesas, para além do projeto Mito Algarvio Ensemble Cyneticum, numa vertente mais vanguardista. 
 
A 3 de agosto de 2020 conquistou nos Estados Unidos da América o prémio International Portuguese Music Awards, na categoria “Best Instrumental Performance”, com o tema “Mister Machado” de sua autoria dedicado ao seu primeiro professor de acordeão, o Prof. Joaquim Machado.
 
(+) Faro

João Bento "Algarvio"

Rui Baeta

Isabel Figueira

Jorge Viegas

Luís Barriga