siga-nos | seja fã
PUB
 

O que muda na mulher aos 40?

O que muda na mulher aos 40?
Imprimir Partilhar por email
20-04-2018 - 12:17
Muitas mulheres ainda temem a entrada nos 40 anos, devido aos muitos ditos populares de que “é a entrada na meia idade”, porque “é uma quarentona”, “porque fica menos interessante” e daí por diante.
 
Para tentar contrapor estas posições erráticas, as revistas femininas vão mostrando “a outra face” da mulher de quarenta e dando a conhecer que, afinal as rugas até são sinal de maturidade e de respeito, as alterações físicas devem ser encaradas com naturalidade, bem como os benefícios de se chegar a esse estado de liberdade emocional que torna qualquer mulher mais luminosa a partir dos 40 anos.
 
De acordo com as mesmas publicações, a mulher torna-se mais segura aos 40 porque reúne um conjunto de conhecimentos que lhe permitem desfrutar mais da vida na sua plenitude.
 
Aos 40 anos, a mulher sente-se naturalmente mais madura e capaz de se aceitar tal como é. É mais exigente para consigo mesma porque “já não tem paciência para viver o que os outros pensam a seu respeito”. Torna-se mais assertiva quando é confrontada com uma opinião menos positiva a seu respeito e dispensa elogios porque reconhece o seu valor; sabe que é muito mais que os pormenores físicos e que é rica em termos intelectuais e emocionais.
 
É mais paciente com os outros, ainda que saiba identificar mais facilmente as suas caraterísticas e intenções. Torna-se melhor mãe, mais profissional e tem uma maior sede de aprender acerca de si mesma e do mundo.
 
Dedica mais tempo à leitura e à descoberta de novas potencialidades porque valoriza muito mais o tempo livre, tal como os conhecimentos que já adquiriu e que lhe permitem fazer novas pesquisas por novos saberes.
 
Aposta mais na qualidade do que na quantidade, pois possui uma maior consciência daquilo que é realmente importante. Sabe aconselhar, mas não perde muito tempo com “causas perdidas”, pois sabe que cada pessoa tem de fazer o seu percurso para dele retirar as suas conclusões e aprendizagens.
 
Procura muito mais conselhos nos livros do que nas amigas porque é mais exigente consigo mesma. Quer ter mais saúde e sentir-se cada vez melhor, pelo que acredita menos no que lhe dizem, e muito mais no que sente e pensa.
 
A mulher aos 40 anos aprecia muito mais a música, a poesia, os novos talentos que tem por desvendar em si mesma, pois tem mais tempo para se cultivar, já que, regra geral, está mais liberta na educação dos filhos e mais despreocupada com a casa e com as lides domésticas.
 
Valoriza muito mais quem ama porque sabe que, quem está ao seu lado irá beneficiar de uma mulher mais tranquila, mais segura, mais conhecedora do mundo e mais entregue aos afetos. Está mais liberta na intimidade porque já conhece muito bem o seu corpo e perde pouco tempo com medos, complexos de inferioridade ou descriminações de qualquer espécie.
 
Aceita mais e melhopr as pessoas, ainda que as selecione para a sua privacidade. Há requisitos nos outros que perderam a sua importância em detrimento de outros que se elevaram nesta fase de vida mais exigente com os afetos e a maturidade.
 
Aos 40 anos, a mulher compreeende muito melhor as escolhas dos seus filhos, torna-se mais capaz de os apoiar e de ser sua confidente, pois é muito mais tranquila, amiga, meiga e altruísta. Consegue mais facilmente colocar-se no lugar do outro, o que facilita a tarefa.
 
Torna-se mais romântica também devido a este conjunto de competências adquiridas e cimentadas. Não tem medo de falar de sentimentos, muito menos de dançar e de vibrar com uma música intemporal.
 
Dizem os homens que a mulher se torna mais interessante a partir dos quaranta, especialmente porque se assumem e afirmam tal como são, não se preocupam com as alterações físicas e aceitam bem as marcas do tempo porque já pensam na fase seguinte.
 
As mulheres com um envelhecimento bem sucedido assumem que há alterações profundas a partir dos 40 anos, mas que as mesmas devem ser vividas com qualidade e aproveitando sempre o lado positivo de cada etapa.
 
Visto nestas perspetivas, a idade não nos deve assustar, muito menos ser um impedimento para continuar a viver com muita felicidade e liberdade!
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Saiba como lidar com a “superioridade ilusória”



-

É possível viver sem máscaras?



-

É a carência afetiva que nos inquieta



-

É fácil viver com mais saúde e amor



-

O que leva as pessoas a quererem tudo só para elas?



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Câmara de Monchique lança projeto "único" para dar qualidade de vida a gatos

Câmara de Monchique lança projeto "único" para dar qualidade de vida a gatos

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Câmara homenageia Rancho Folclórico do Calvário com esculturas de Teresa Paulino

Câmara homenageia Rancho Folclórico do Calvário com esculturas de Teresa Paulino

ver mais
 
Festival de Curtas-Metragens de Faro recebeu 3 mil propostas de todo o mundo

Festival de Curtas-Metragens de Faro recebeu 3 mil propostas de todo o mundo

ver mais
 
Dois Ministros e dois Secretários de Estado em Monchique e Silves na segunda-feira

Dois Ministros e dois Secretários de Estado em Monchique e Silves na segunda-feira

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio