Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 

OE 2019:Bloco lamenta chumbo de algumas propostas para o Algarve

OE 2019:Bloco lamenta chumbo de algumas propostas para o Algarve
Imprimir Partilhar por email
04-12-2018 - 11:10
O BE diz em comunicado de imprensa que, “no Orçamento de Estado/2019, o PS bloqueia o desenvolvimento do Algarve ao chumbar várias propostas bloquistas”.
 
A Comissão Coordenadora Distrital do Algarve do Bloco de Esquerda enaltece as propostas que foram aprovadas e em que foi “decisivo o forte contributo do Bloco de Esquerda para a continuação da reposição de direitos e de rendimentos para os trabalhadores e famílias, tão duramente atingidas durante o governo do PSD/CDS ao serviço da troika estrangeira”.
 
No mesmo comunicado, faz-se saber que, “devido à ação e exigências do Bloco de Esquerda o Orçamento de Estado para o próximo ano contempla medidas, entre outras, como a redução das propinas para o ensino superior, manuais escolares gratuitos até ao 12.º ano na escola pública, reformas aos 40 anos de desconto com 60 anos de idade sem penalização pelo fator de sustentabilidade, o aumento do subsídio social de desemprego, a redução do número de alunos por turma no ensino secundário, uma pequena redução da fatura da eletricidade, o aumento das pensões, ainda que limitados. Naturalmente que o Algarve também beneficiará destas melhorias”.
 
O Bloco diz que desde o início, considerou que “este Orçamento de Estado, à semelhança dos anteriores elaborados por este governo, fica muito aquém do que seria desejável, com António Costa a continuar refém do Tratado Orçamental e dos ditames de Berlim e Bruxelas”.
 
Segundo o Bloco, “o PS chumbou muitas propostas que seriam decisivas para um maior combate às assimetrias regionais e para um melhor desenvolvimento do Algarve” e sublinha que a eliminação de portagens na Via do Infante ainda não foi aprovada, bem como, a construção do Matadouro Regional do Algarve (com a abstenção do PSD e voto contra do CDS); a construção de um porto de pesca em Tavira (com a abstenção do PSD); os apoios à renovação da frota de pesca costeira e artesanal (com voto contra do PSD e abstenção do CDS); a recuperação de edifícios de lotas degradados (com a abstenção do PSD); e o apoio à recuperação da floresta e arranque do eucalipto de regeneração natural pós-incêndios (também votos contra do PSD e CDS).
 
O Bloco de Esquerda promete prosseguir na “defesa do Algarve e nas aspirações e reivindicações das suas populações”. 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

PSD Algarve critica evento realizado em Tavira



-

ArQuente volta a dar música ao pôr do sol entre Faro e Sagres



-

PCP quer saber que planos estão em curso para a Delegação da RTP em Faro



-

Deputados do PS mostraram Assembleia da República a estudantes algarvios



-

Campanha Eleitoral do PAN alerta para problemas ambientais no Algarve



PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Professora de escola de Olhão vence prémio “Professor Inovador do Ano”

Professora de escola de Olhão vence prémio “Professor Inovador do Ano”

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Em junho há Kickboxing na Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines

Em junho há Kickboxing na Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines

ver mais
 
Município de São Brás de Alportel lança Programa “Mais Família Sénior”

Município de São Brás de Alportel lança Programa “Mais Família Sénior”

ver mais
 
Semana Intercultural de Portimão começa com uma história para crianças

Semana Intercultural de Portimão começa com uma história para crianças

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio