Periodicidade: Diária | siga-nos | seja fã
PUB
 
“Os maus conselhos” de amigos e familiares
Imprimir Partilhar por email
Não é por acaso que se diz: “quando preciso de mudar alguma coisa, tenho de ir para um local onde ninguém me conhece”. É porque os amigos e a família, pelo seu grau de proximidade, confiança e intimidade, nem sempre respeitam uma posição diferente.
 
Nem sempre é de forma consciente, muito menos com intenção negativa, mas na realidade, a família e os amigos são sempre os primeiros a rejeitar uma alteração.
 
Se faz dieta, “é porque não precisa e se torna ‘uma seca’ lidar com uma pessoa condicionada em termos alimentares no verão”. 
 
Se precisa de fazer um tratamento “é porque estás a dar muita importância a uma situação que não justifica tanto alarido”, se não quer ir à praia nesse dia “é porque está com medo do sol que não faz mal a ninguém, nem nunca fez”, se quer ler um livro, “é porque está muito inteletual nas férias!”, se come é porque engorda, se não come é porque emagrece demais, se faz exercício é porque perde tempo, se não faz é porque está fora de moda e… ufa! Quando é que nos resta tempo para estarmos connosco próprios e tomarmos as nossas decisões?
 
Estes são pequenos exemplos do que custa ter uma opinião diferente do grupo, seja no verão ou em qualquer época do ano. 
 
Não quer dizer que os amigos e familiares não tenham uma opinião importante, mas temos de reconhecer que existe uma forte tendência para influenciar comportamentos e que nem sempre, esses conselhos são os mais indicados. 
 
Este problema aumenta em grupo, já que em conjunto as críticas e os conselhos funcionam como que uma “união de fações” contra um opositor, quem tem uma posição distinta.
 
Se por um lado, quem quer tomar uma decisão tem de o fazer com determinação e ser capaz de assumir esse desejo, por outro, quem está por perto deve assumir uma postura de respeito e, se possível até de apoio.
 
Vejamos uma pessoa que sofre de obesidade e que é constantemente convidada para comer ‘fast food’, gelados e outros doces… E o que dizer de um hipertenso que é convidado a ingerir alimentos altamente calóricos e salgados? E o que se ganha em desviar um doente com Diabetes da sua dieta? Tudo isto já para não falar no incentivo ao consumo de álcool e de outras drogas, encorajar os amigos para uma situação de perigo e daí por diante.
 
Claro que cada um de nós deve aprender a defender-se “das tentações” dos outros, mas todos sabemos que, num grupo é muito difícil afirmar uma posição diferente sem um afastamento. Assim, quem quer ser diferente, talvez tenha de reunir duas qualidades: ou saber dizer “não”, ou reservar-se ao direito de seguir a sua conduta de forma mais afastada das imposições do grupo.
 
Não seria tempo de reformular a nossa influência sobre os outros? Qual é o benefício de “empurrar” alguém para uma situação que lhe é prejudicial?
 
Vamos ter em conta estes dez pontos compilados por uma revista espanhola para melhorar o respeito que se deve ter perante uma dieta de alguém, mas que certamente se aplica a tudo na vida…
 
A revista espanhola Woman reforça dicas que nunca se devem dizer a uma pessoa que está de dieta, sob pena de a prejudicar…
 
1. Por um dia não faz mal que comer mais um pouco (ou mais um doce).
 
2. O que devias fazer é ‘…’ (e dar um conselho que implica quebrar o plano alimentar).
 
3. Agora que fazes dieta já podes vir correr comigo.
 
4. Come só a proteína.
 
5. Vem connosco a uma hamburgueria, existem lá saladas.
 
6. Isto não engorda, é caseiro.
 
7. Quantos quilos queres perder/ganhar?
 
8. E depois da dieta?
 
9. Antes da dieta era mais fácil sair contigo.
 
10. Disseram-me que determinada dieta é melhor do que essa.
 
Para não sentir este tipo de pressão, são muitas as pessoas que se desviam dos seus objetivos e que se prejudicam, pelo que o conselho é ser firme com a sua decisão e não permitir que alguém, mesmo que lhe seja muito próximo, o influencie negativamente. É caso para dizer: “Força”! Ás vezes mais vale não dizer o que se pensa e o que se sente ao grupo…
 
Fátima Fernandes
 
COMENTÁRIOS
 
50 dicas mais lidas

Educação: o que não se deve (de forma alguma) fazer a uma criança

(86610)

Pais são responsáveis pelo mau comportamento dos filhos

(36449)

Há pessoas que (só) falam mal dos outros. Saiba porquê.

(16593)

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!

(12987)

Não podemos viver sem amor

(11550)

O que se esconde atrás da traição feminina?

(9996)

A mentira: um mal necessário

(8674)

As pessoas tristes são as mais egoístas!

(8474)

Idade não traduz maturidade

(8090)

Afinal, há sexo no local de trabalho! – estudo mostra realidade desconhecida

(7769)

“Bom português”:sabe como/quando utilizar ás, às e hás?

(7736)

Educação: orientar as crianças para a maturidade emocional

(6831)

Vamos ler os rótulos dos alimentos?

(5235)

Afinal, os amigos não são para sempre!

(5165)

É Demissexual?

(4947)

Mulheres só descobriram prazer sexual na década de 80

(4921)

“Os pais não são ‘os amigos’ dos filhos”

(4721)

Abraços melhoram a memória e o bem-estar físico

(4331)

Violência doméstica: a família tem de re(agir)

(4247)

Casais juntos 24 horas por dia – mais risco de desgaste?

(4227)

Ignorância: a maior doença da Humanidade

(4150)

Os principais erros que os pais cometem com os filhos adolescentes

(4069)

Os filhos precisam de mais tempo dos pais!

(4068)

Amor:Como ultrapassar a “crise dos 7 anos”?

(4043)

O poder das ervas aromáticas

(3985)

A “ciência” do aperto de mão

(3924)

Escola: o que não se deve dizer/fazer aos filhos

(3832)

“Bom português”: sabe utilizar a vírgula?

(3804)

Vamos fazer a leitura dos pés?

(3741)

Ansiedade: o problema psiquiátrico da atualidade

(3716)

A família é a base do sucesso escolar

(3686)

Há cada vez mais pais com medo dos filhos. Porquê?

(3685)

“Ou mudamos a educação ou o mundo vai afundar” – Claudio Naranjo

(3673)

Descubra “o poder curativo” da praia

(3659)

Descubra os “segredos” das pessoas mais felizes do mundo

(3642)

Beleza não é sinónimo de felicidade - estudo

(3637)

Portugal: o país onde as crianças são “únicas e especiais”

(3628)

Rejeição dos pais deixa marcas para a vida

(3598)

Oito “segredos” para ser bom pai

(3538)

“Ser fixe” na adolescência é sinal de alerta para o futuro

(3490)

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro

(3446)

O que muda na mulher aos 40?

(3443)

Pais inseguros “desenvolvem” filhos instáveis

(3357)

Está a preparar o seu filho para o mundo?

(3277)

Como estimular a inteligência nos bebés

(3244)

Desenho: uma forma de expressão essencial ao desenvolvimento

(3209)

A inveja: um ponto contra a auto-estima

(3178)

A mudança interior aumenta a esperança de vida

(3161)

“Discussões fazem mal à saúde”

(3139)

O que uma criança deve saber aos 4 anos de idade?

(3137)
PUB
 
MAIS LIDA ONTEM
Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

Estudantes do Curso de Educação Social da Ualg participam em missão de voluntariado e precisam da sua ajuda!

ver mais
 
 
  
PUB
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Biblioteca Municipal de Silves apresenta workshop de fotografia para jovens

Biblioteca Municipal de Silves apresenta workshop de fotografia para jovens

ver mais
 
Cresc Algarve 2020 disponibiliza apoio para sistemas de teleassistência que visem proteger vítimas de violência doméstica

Cresc Algarve 2020 disponibiliza apoio para sistemas de teleassistência que visem proteger vítimas de violência doméstica

ver mais
 
Executivo de São Brás de Alportel aprova moção que defende a construção de novas barragens no Algarve

Executivo de São Brás de Alportel aprova moção que defende a construção de novas barragens no Algarve

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio